O que é lint?

Você já se perguntou o que é lint em programação? Basicamente, é uma correção precisa do código realizada para evitar problemas no software. Para entender melhor a aplicação desse termo no universo tech, acompanhe este conteúdo até o fim. 

Todos nós sabemos que um código limpo é o ideal para rodar uma aplicação. Além disso, é mais fácil fazer a sua manutenção. Principalmente quando mais de um(a) desenvolvedor(a) trabalha no mesmo projeto. 

Entretanto, na hora de desenvolver o código, o DEV pode cometer erros de estilo ou digitar um ponto e vírgula ou barra a mais. 

Assim, para evitar bugs é importante “lintar” o código. Veja a seguir mais detalhes sobre como ele funciona. 

Como funciona o lint? 

Também chamado de linter, o lint é uma ferramenta de análise de código estática. Ele é realizado para sinalizar erros de programação, erros estilísticos, bugs e construções suspeitas que possam prejudicar ou causar o baixo desempenho ao código da aplicação. 

Na prática, o lint é uma espécie de corretor bastante “chato” que faz uma varredura em todo o seu código. Portanto, ele pode encontrar algumas desconformidades, como: 

  • Espaçamento incorreto; 
  • Falta de “;” quando é necessário; 
  • Ultrapassagem de limites de caracteres por linha; 
  • Uso de aspas simples e duplas; 
  • Uso de imports descontinuados; 
  • Variáveis declaradas e não utilizadas. 

E, para ser utilizado nas equipes tech, o lint se apresenta sob algumas ferramentas. Veja alguns exemplos: 

  • JSHint: sua função é identificar erros com JavaScript;   
  • ESLint: também é utilizado em JavaScript, mas o seu diferencial é que ele pode ser plugável; 
  • PHPLint: ele é utilizado em PHP 5 e PHP 7; 
  • TSLint: este, por sua vez, é usado em TypeScript, suportado por vários editores e build systems.

Há ainda outros programas de lint que podem ser usados conforme a linguagem escolhida. Todos, portanto, têm a função de corrigir os possíveis erros e prevenir bugs.  

Como surgiu o lint? 

Agora que você sabe o que é lint e como funciona, conheça melhor o seu histórico. 

Mas, antes, uma curiosidade: você sabia que lint é “fiapo”, em inglês? O termo está relacionado aos pequenos fios de tecido presos às roupas e que precisam ser pinçados por alguma ferramenta. A lógica do lint ou linter, em programação, é a mesma, ou seja, encontrar os “fiapos” que possam “sujar” o código. 

O lint foi criado pelo cientista da computação do Bell Labs (subsidiária da Nokia), Stephen C. Johnson, no ano de 1978. 

Ele depurava a gramática que escrevia na linguagem C quando se deparou com problemas devido à portabilidade do Unix para uma máquina de 32 bits. 

Mas apenas um ano depois, o lint foi usado fora do Bell Labs. Assim, com o passar dos anos, ele ganhou novos recursos. 

Conclusão 

Então, após entender o que é lint e começar a se adaptar ao uso do programa, a pessoa desenvolvedora ganha em qualidade em um código limpo e sem maiores riscos de bugs. 

Por isso, se você gostou das informações deste post, continue acompanhando os conteúdos do Dicionário Tech da Coodesh

Só para complementar, a Coodesh é uma plataforma de HR Tech que conecta pessoas candidatas às melhores vagas do mercado em empresas e startups. Se você é DEV, aproveite para pesquisar as vagas de emprego e participe da nossa comunidade.

5 benefícios da inteligência artificial no recrutamento

Confira as melhores dicas do processo seletivo para vagas operacionais