in ,

Qual é o papel de um headhunter no recrutamento tech?

A área de Recursos Humanos é uma das mais valiosas das empresas. Isso porque a escolha do (a) profissional certo (a) fará toda a diferença no alcance de metas e na conquista de resultados. Por isso, o papel de um headhunter é tão importante.

Nesse sentido, o headhunter tem a missão de encontrar talentos para as empresas contratantes. Mesmo que o (a) profissional não esteja realizando uma busca ativa no mercado de trabalho.

Aliás, quando ele (a) está trabalhando e sentindo-se seguro (a) em seu atual emprego, o poder de convencimento do headhunter deve ser ainda maior, bem como os atrativos da empresa interessada.

Só para complementar, os custos de RH de uma empresa representam 28% das despesas operacionais, conforme uma pesquisa da PwC. Justamente por isso, negligenciar a contratação de um novo membro da equipe não é nada bom.

Quando se fala em talentos tech, então, o tiro deve ser certeiro. O recrutamento tech exige uma visão especializada no setor a fim de evitar contratações desalinhadas às expectativas da empresa.

Mas para entender melhor o contexto da profissão, acompanhe o próximo tópico.

O que é um headhunter?

Na sua tradução literal, headhunter significa “caçador de cabeças”. Na prática, é isso o que os (as) profissionais e consultores fazem. Garimpar talentos conforme o gosto do freguês.

De modo geral, esses talentos vão desde uma pessoa que trabalha numa área operacional de um pilar importante da empesa, até um diretor executivo. Na área tech, a contratação vai desde um developer júnior, que vai compor a equipe, até um (a) profissional sênior, que vai liderar um projeto. Por isso, o headhunter deve ter habilidades que vão além de um recrutador convencional.

Aliás, a principal diferença entre os dois é que o headhunter deve ter uma rede de contatos ampla e ser visto como uma referência no seu setor. Sendo assim, ele (a) deve investir no seu networking para receber indicações e conhecer candidatos novos a cada dia.

O mercado criou a profissão em meados dos anos 50 e 60 nos Estados Unidos. Nesse cenário, em New York, os headhunters buscavam pessoas capacitadas no mercado de trabalho e que pudessem ocupar cargos de liderança.

Como consequência, muitas pequenas empresas de consultoria de headhunters abriram nos Estados Unidos nessa época. Anos depois, elas se consolidaram como multinacionais na área de recrutamento e seleção.

Assim, é possível notar que o papel de um headhunter pode ser percebido nos resultados de uma empresa. Nesse sentido, veja no próximo tópico por que é importante contar com uma consultoria em headhunting.

Por que é importante contratar um headhunter?

O trabalho de um headhunter é bastante criterioso. As empresas e startups podem não dispor de tempo na agenda ou ainda não possuir as mesmas técnicas apuradas do caça-talentos.

Afinal, o (a) profissional busca entender e conhecer a empresa, suas necessidades, os detalhes do cargo, da função e também o perfil da pessoa que estará diretamente ligada ao candidato. Assim, as chances do “match” profissional serão muito maiores.

Dessa forma, todos ganham. A empresa que contratou o (a) profissional desejado. O (a) candidato (a) que foi selecionado (a). E ainda o headhunter que encerrou o processo com a sensação de missão cumprida.

Mas é claro que até esse final feliz acontecer, muitas coisas podem ocorrer. É muito comum, nesse sentido, não haver developers disponíveis para a recolocação profissional.

Isso ocorre porque a oferta de DEVs é menor que a demanda das empresas. Outro fato recorrente é a vaga exigir muitas linguagens ou habilidades específicas que os developers não têm.

Mais uma situação é a “concorrência” com o mercado externo. Isso porque, como grande parte das vagas é remota, muitos (as) profissionais acabam trabalhando para empresas estrangeiras, cujos salários são mais compensadores.

Sendo assim, o trabalho do headhunter, muitas vezes, se torna um desafio a ser vencido. Nesse sentido, veja a seguir as principais fontes de talentos dos headhunters que atuam no recrutamento tech.    

Como trabalha o caçador de talentos tech?

O headhunter precisa usar metodologias de análise de perfil comportamental e outros indicadores

Como já foi dito no início do artigo, o headhunter precisa ter uma grande lista de contatos. Assim, ele pode ser sempre lembrado pelos colegas recrutadores, professores e developers quando surge um (a) profissional talentoso buscando recolocação no mercado.

E, na maioria das vezes, essa lista é construída aos poucos, com muita dedicação, paciência e percepção positiva em torno do seu nome, da marca da sua empresa de consultoria ou agência de recrutamento e seleção.

Em muitos casos, as pessoas que estão fazendo uma busca ativa de vagas contratam a assessoria desses mentores. Porém, na maioria das ocasiões, o headhunter precisa correr atrás do (a) profissional certo (a) para a vaga.

Mas como fazer isso num vasto universo? Veja algumas das diretrizes abaixo:

  • currículos enviados ao RH;
  • comunidades nas redes sociais;
  • perfis no LinkedIn;
  • eventos presenciais (antes da pandemia eles bombavam);
  • meetups.

Portanto, se você é um developer talentoso, sorria, pois você pode estar sendo observado!

Mas além das técnicas convencionais, os caça-talentos também encontram seus próprios meios de atração de DEVs a partir das vagas abertas. Eles participam de grupos do WhatsApp, do Slack e até mesmo ficam de olho nos vídeos de branding employer das empresas para notar se há depoimentos de DEVs que possam ser interessantes.

Há casos também em que os (as) profissionais de recrutamento pagam benefícios para os DEVs deixarem a empresa atual e aceitar o convite da nova empresa empregadora. Isso pode ocorrer porque o developer tem medo de trocar o certo pelo duvidoso.

Área de RH

O (a) profissional responsável pelo recrutamento de talentos nos departamentos de RH das empresas ou das agências de emprego convencionais se baseiam em processos já consolidados, entrevistas e metodologias consagradas. Mas não deixam de ter um olhar atento para o comportamento e o perfil do (a) trabalhador (a).

Área tech

O papel de um headhunter que atua no recrutamento tech vai além dos métodos tradicionais. Ele precisa ter um conhecimento de habilidades exigidas nas mais diversas linguagens de programação para apresentar candidatos (as) ideais à empresa contratante.

Mesmo seguindo todo o passo a passo da sua profissão e encaminhando profissionais para as empresas e startups, o headhunter não encerra seu trabalho.

Nesse sentido, saiba a seguir como é o papel de um headhunter na elaboração de métricas.

Qual é o papel de um headhunter na hora de apresentar resultados?

É preciso definir as métricas para estar alinhado com a empresa

Métricas são importantes em todos os departamentos de uma organização, não é mesmo? Com a consultoria de headhunter não é diferente. Afinal de contas, ele (a) precisa medir se o seu esforço está valendo a pena para as empresas.

Isso porque preencher uma vaga com a pessoa desenvolvedora certa pode aumentar a produtividade e, consequentemente, os resultados da empresa. Outro aspecto diz respeito à taxa de turnover. Quando se contrata assertivamente as chances da pessoa sair do emprego são bem menores.  

Por isso, embora o índice de satisfação das empresas não seja tão evidente quanto outros indicadores, é importante que o headhunter tenha uma forma de medir itens, como:

  • nível de satisfação da empresa empregadora;
  • nível de contentamento do developer contratado;
  • taxa de turnover.  
  • número de indicações de profissionais por semana.  

Assim, se o caçador de talentos profissionais trabalha em equipe, pode até criar metas individuais para saber como está a sua performance frente aos colegas.

Conclusão

Em suma, você viu neste artigo que o papel de um headhunter vai além da análise de currículos. Ele (a) tem uma postura pró-ativa na busca por talentos tech para as empresas e startups.

Sendo assim, cria estratégias para o recrutamento tech e para, posteriormente, medir os resultados.

De modo geral, o headhunter precisa ser uma pessoa bem relacionada, com uma boa comunicação e sempre disposto a aprender em cada processo.

E quando o assunto é recrutamento tech, a Coodesh é uma startup especializada em recrutamento e seleção de talentos para a área tecnológica.

No site da Coodesh, empresas e candidatos têm os resultados esperados. As empresas podem cadastrar suas vagas na plataforma, enquanto que os candidatos podem se candidatar.

Além disso, a Coodesh conta com headhunters que avaliam as características e as necessidades da empresa para apresentar as melhores soluções.

Saiba mais detalhes acessando o site e acompanhando o nosso blog.

Escrito por Gizele Silva

Formada em Jornalismo pela UEPG e especialista em Mídia e Política. Experiência de 18 anos em jornalismo diário. Desde 2017, atua com Marketing de Conteúdo. Atualmente, sou produtora de conteúdo da Coodesh.

Recrutamento por competência: guia definitivo para sua empresa colocá-lo em prática

Tudo o que você precisa saber para contratar estagiários na área de tecnologia