in ,

7 dicas infalíveis para atrair DEVs para o seu processo de recrutamento tech

Está com dificuldades para convidar DEVs para o seu processo de recrutamento? Então você não pode perder esse post! Confira 7 dicas infalíveis para conquistar o seu candidato ideal.

Atrair talentos para as vagas anunciadas está cada vez mais desafiador para os profissionais de recrutamento e seleção. É um duelo constante entre os concorrentes para atrair os melhores profissionais.

Na área da tecnologia essa disputa pode ficar ainda mais acirrada. Já que são muitas oportunidades novas no mercado a cada dia. Além disso, as grandes empresas do setor modernizam seus processos de contratação continuamente. Elas oferecem benefícios quase que magnéticos que encantam os candidatos.

Mas aí fica o questionamento: como convidar DEVs para os processos de recrutamento de forma eficaz? Se você também tem essa dúvida, venha comigo. Neste post vamos apresentar 7 dicas infalíveis para você ampliar as chances de seus convites serem aceitos.

Nas próximas linhas também vamos falar sobre:

  • Quem são os DEVs?
  • Qual o perfil dos candidatos DEVs?
  • 7 dicas infalíveis para convidar DEVs para os processos de recrutamento e seleção;
  • Confira o que fazer e o que evitar na hora de enviar um convite

Preparado!? Então vamos lá.

Quem são os DEVs?

Primeiramente é importante conhecermos os candidatos que buscamos recrutar. Os DEVs, ou se preferir developers, são profissionais que trabalham na área da tecnologia. Embora essa área esteja em ascensão, ainda é relativamente nova e sofre mudanças constantes. Isso, portanto, dificulta o entendimento dos profissionais de recursos humanos.

Por isso, o desafio dos recrutadores que buscam por esses profissionais é tão grande. Primeiro que nem sempre a empresa ou a equipe de recursos humanos tem conhecimento específico do perfil desejado. Segundo que são profissionais muito antenados e que selecionam muito bem as oportunidades.

Falando em específico do perfil: os DEVs são profissionais jovens, geralmente da geração YZ, com uma idade média na casa dos 30 anos. A grande maioria possui uma graduação, no entanto, boa parte não é formada na área da tecnologia. Isso já faz com que os processos de recrutamento tradicionais deixem a maioria deles de fora da seleção.

Qual o perfil de candidatos (as) DEVs?

Muito em virtude de ser um público mais jovem e atuar na área de tecnologia, criou-se um mito de que os developers buscam oportunidades apenas em empresas flexíveis. A imagem do Google e seu ambiente de trabalho informal criou uma fantasia em torno dos aspirações dos profissionais da tecnologia.

No entanto, pesquisas demonstram que assim como a maioria dos profissionais, os desenvolvedores buscam um ambiente agradável de trabalho, estabilidade e um clima harmonioso para desenvolver suas funções.

Benefícios, como home office e horários flexíveis, são sim uma boa alternativa em alguns casos. Mas sem uma base corporativa sólida podem não ser suficientes nem atrativos para esses profissionais.

Na verdade, o desejo de atuação dos DEVs está muito mais relacionado à cultura corporativa da empresa. Um ambiente que propicia a diversidade e a interação cultural e social é elencado com um ambiente ideal para os desenvolvedores trabalharem.

Além disso, uma característica muito típica deste público e também desta geração (YZ) é o imediatismo. São profissionais que têm um senso de urgência muito elevado. Sendo assim precisam de desafios diários. Outra característica é a alta interatividade digital, assim a sua empresa precisa estar preparada para receber esses especialistas.

7 dicas para convidar DEVs para o recrutamento

Convidar da forma correta faz a diferença

Agora que já conhecemos um pouco mais sobre o perfil dos DEVs, vamos entender como sermos assertivos no momento de realizar o convite para os processo de recrutamento.

Então vamos às dicas:

1 – Seja transparente

Considerando todas as características destes profissionais, a transparência é fundamental! Além disso, candidatos tão conectados digitalmente facilmente terão acesso às informações da sua empresa. Então seja realista e apresente as informações da empresa e da vaga com clareza e objetividade.

2 – Seja proativo

Como já falamos, é cada vez mais difícil atrair os melhores da tecnologia para as empresas. Sendo assim, ficar de braços cruzados não funciona. É imprescindível que o recrutador seja proativo e tome a iniciativa na captação de talentos. Busque plataformas que possam lhe indicar profissionais que se encaixam no perfil da empresa. Vasculhe as redes sociais e receba indicações.

Não descarte nenhum candidato logo de cara. Avalie com critério. Às vezes uma competência que  não está clara num primeiro momento pode ser descoberta em uma boa entrevista por competência por exemplo. Além disso, faça contato, questione e investigue. Esse é o caminho.

3 – Mantenha a “mente aberta”

Uma das tendências para os processos de recrutamento é ampliar o horizonte e fugir dos preconceitos e julgamentos. Muitas vezes deixamos que o nosso inconsciente avalie um candidato, sem analisar suas competências. Busque se livrar desses juízos e lembre-se que a diversidade é uma grande aliada das empresas. Podendo trazer mais produtividade e resultados a longo prazo.

Evite também excluir algum candidato apenas pela ausência de algum critério que considera essencial. Por exemplo, se a vaga exige inglês fluente, você pode acreditar que candidatos que já realizaram intercâmbio são ideais. Mas pense em considerar os candidatos que possuam inglês intermediário para a entrevista. Você pode se surpreender.

4 – Seja ágil com os DEVs

Os DEVs são movidos por um senso de urgência muito grande. Portanto, ser rápido nas tratativas é muito importante. Assim que realizar o contato é importante já ter as etapas do processo de recrutamento alinhadas para que ocorram o mais rapidamente possível. O ideal é que todo o processo seja realizado dentro do menor tempo possível. Processos longo podem lhe fazer perder bons candidatos.

5 – Seja preciso

Com certeza você já ouviu a frase “A primeira impressão é a que fica”. Então a apresentação deve ser impecável. Independentemente da forma que você fará o convite ao DEVs, tenha a certeza de que será precisa. Isso significa, portanto, uma ortografia impecável, bem como informações corretas e objetivas.

6 – Seja persuasivo

Para atrair os melhores talentos, você precisa vender a imagem da sua marca. Então, no momento do contato enalteça as qualidades e pontos fortes da sua empresa, bem como desperte o desejo de “fazer parte” do candidato. Faça com que ele queira trabalhar na sua organização.

Você já ouviu falar em Employer Branding? É o termo que denominamos as empresas que possuem uma marca empreendedora. Se você puder desenvolver a imagem da sua empresa, com certeza terá mais facilidade no momento de convidar DEVs.

7 – Seja pessoal

Na era digital, diariamente somos abordados por diversas pessoas diferentes. Agora imagine um talento DEVs. Então ao abordar o candidato seja pessoal, envie mensagens que fortaleçam o seu interesse na pessoa e nas competências individuais. Enalteça os pontos que você observou e que podem ser interessantes para a sua empresa, e que você acredita que ele tenha o perfil adequado para a vaga.

Elimine contatos prontos e cartas padronizadas, que são impessoais e serão excluídas, muitas vezes antes mesmo de serem lidas.

Confira o que fazer e o que evitar na hora de enviar um convite a DEVs

As dicas anteriores são fundamentais para que você tenha sucesso ao convidar talentos DEVs para seus processo de recrutamento. Mas para lhe auxiliar elaborei ainda exemplos de o que fazer e o que evitar ao enviar convite.

Confira!

  • Descreva ao candidato os motivos pelos quais você se interessou por ele. Além disso, detalhe porque ele se encaixa com a sua equipe. Fale sobre a empresa, a cultura e não deixe de apresentar os pontos fortes da organização.
  • Faça uma descrição precisa e objetiva do projeto em que o profissional está sendo convidado a participar.
  • Explique sua forma de trabalho e qual a configuração da sua equipe.
  • Termine com uma conclusão rápida sobre a vaga e solicite uma chamada direta para a ação. Por exemplo, inscreva-se no link ou entre contato.

Exemplo positivo de como enviar um convite

Boa tarde, Pedro,  acabei de encontrar o seu perfil e acho que você seria um bom candidato para uma nova vaga na  [Empresa]. Eu vi que você tem uma vasta experiência como Líder de Equipe e Desenvolvedor que é justamente o que estamos buscando para essa nova vaga. A intenção é apanhar alguns projetos de equipes existentes e desenvolvê-los mais. Você teria oportunidade de escolher as pessoa da equipe, e as tecnologias que deseja utilizar. Você trabalharia em uma equipe diversificada e internacional. Estamos montando um escritório novo, muito bacana bem no coração de Porto Alegre.

Você pode conferir nosso site aqui: [Link] Ficaremos felizes em organizar uma primeira conferência com você para lhe conhecer e discutir essa oportunidade. Se considerar a possibilidade, nos informe qual o melhor momento para você e podemos agendar. Mesmo que não seja do seu interesse ficamos a disposição para receber seu feedback e desejamos muito sucesso!

Exemplos ruins de convites

“Oi Pedro, tudo bem? Por favor, dê uma olhada na nossa empresa em [Link] e me retorne caso se interessar, para que possamos falar de uma oportunidade”

“Oi Pedro, como você fala inglês, pode ser uma boa opção para a nossa empresa! Eu adoraria fazer uma primeira ligação com você – quando você está disponível?”

“Olá Pedro, somos uma empresa de softwares e estamos em busca de desenvolvedores para nossa equipe! Seria do seu interesse? Em caso positivo, favor nos enviar seu currículo para análise. Obrigado!

Conclusão

Quando se trata de captação de talentos DEVs, é a empresa que precisa conquistar o profissional. Despertar o interesse e demonstrar que valoriza as competências e a individualidade do candidato.

Em um mundo cada vez mais digital, as formas de abordagem podem ser as mais variadas: e-mail, WhatsApp, Hangout, Skype, enfim. Mas isso não significa que você não precise se preparar para o primeiro contato. Conheça os candidatos, analise seu perfil e entre em contato. Somente assim você saberá se está ou não no caminho certo.

Curtiu nosso post? Se você quer saber mais sobre os talentos DEVs para o seu processo de recrutamento, captação de talentos e outros temas relacionados a recursos humanos e tecnologia, acompanhe o nosso blog e fique por dentro de todas as novidades!

Não deixe de conhecer a plataforma de recrutamento e seleção da Coodesh.

Escrito por Franciele Ghizzoni

Publicitária, formada pela UNOESC, especialista em Gestão Escolar pela FURB e em Administração de Recursos Humanos e Gestão de Pessoas pela UnC - Concórdia.
Experiência de 10 anos em gestão de equipes e liderança, processo de Recrutamento e Seleção, Treinamento e Desenvolvimento, Ambiência e Rotinas Trabalhistas.
Atualmente Recruiter Tech na Coodesh, com foco no no gerenciamento de ciclos de recrutamento e seleção de profissional da área de tecnologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Carregando...

0

Comments

0 comments

Carreira: veja o perfil de back-end developer em Java

Employer Branding: como construir sua marca e atrair talentos tech