O que é GraphQL?

o que é graphQL

O Facebook precisava de uma linguagem de consulta para APIs para a utilização do aplicativo mobile de forma mais ágil por parte do usuário. Foi então que o time de desenvolvedores criou o GraphQL em 2012. Ele aumenta a velocidade na utilização, mesmo em conexões lentas. Confira mais vantagens e o que é GraphQL neste conteúdo. 

Mas primeiramente vamos lembrar o que o GraphQL não é. Ele não é uma linguagem de programação nem um framework. Sua principal função é entregar exatamente aquilo que o usuário solicita e nada mais. 

Enfim, saiba mais sobre as suas características neste post. 

Definição de GraphQL 

GraphQL significa Graph Query Language. Ele é uma linguagem de consulta e tempo de execução para APIs (Application Programming Interface ou Interface de Programação de Aplicação) que agiliza a utilização. 

Trata-se de uma tecnologia estaticamente tipada. Todos os tipos associados a ela formam um Schema, que são coleções de objetos dentro de um banco de dados. O seu objetivo é facilitar a administração de objetos e dados. Por aí, é possível perceber que ela tem um formato muito parecido com o JSON.

Apesar de falarmos sobre QL e Schema, o uso de GraphQL não está relacionado a nenhum banco de dados. Na verdade, ele serve para definir dados para uma API ou um servidor utilizando um modelo mental gráfico (vem daí o seu nome). 

Utilização no ambiente de desenvolvimento 

Como já falamos, o GraphQL foi criado em 2012, mas se tornou de código aberto apenas em 2015. 

Atualmente, a tecnologia é supervisionada pela GraphQL Foundation. Devido às suas vantagens, ela é utilizada em equipes de desenvolvimento de vários tamanhos. O GraphQL pode ser usado com qualquer framework, biblioteca ou linguagem de programação.

Basicamente, GraphQL é usado em alternativa ao uso do REST, mas com uma mudança de paradigma. Aliás, muitos desenvolvedores preferem aprender primeiro REST, que é considerado mais fácil, para depois se aprofundar nos estudos de GraphQL. 

Em síntese, as diferenças entre GraphQL e REST estão nos códigos de status HTTP, no monitoramento, no cache e no esquema e sistema de tipo.

Vantagens do GraphQL 

Mas antes de estudar esta tecnologia e colocá-la em prática, é interessante conhecer algumas vantagens. Confira: 

Versatilidade: ele facilita o uso em back-end e front-end, especialmente quando o desenvolvedor está usando bibliotecas em JavaScript, como Angular e Vue.js. 

Busca de dados declarativos: através de uma única solicitação de consulta em relacionamento de dados, eles podem ser selecionados, inclusive os campos e entidades. 

Overfetching: como já foi falado, o GraphQL expõe os dados necessários à consulta. Além disso, o uso mobile permite buscar apenas informações específicas à pesquisa. 

Conclusão 

O que é GraphQL foi o tema do Dicionário Tech deste post, que é uma iniciativa da Coodesh para apresentar os termos relacionados às tecnologias e metodologias mais usadas pelos desenvolvedores e outros profissionais de tecnologia. 

Só para complementar, a Coodesh é uma plataforma de code assessment para desenvolvedores e de recrutamento ou testagem por parte das empresas. Conheça nossa atuação clicando neste link.

Escrito por Gizele Silva

Formada em jornalismo, sou apaixonada por comunicação e tecnologia, além de adorar descobrir as soluções que o marketing de conteúdo traz aos negócios.

benefícios para desenvolvedores

Veja quais são os principais benefícios corporativos para desenvolvedores

testes para desenvolvedores júnior

Veja como sua empresa pode aplicar testes para desenvolvedores Júnior