in

Soft e hard skills de um Front-end: conheça as mais valorizadas

A pessoa desenvolvedora Front-end é uma ponte entre o produto do cliente e o usuário final. Por isso quando as funcionalidades do site ou do aplicativo vão bem, podemos dizer que o developer cumpriu sua missão. Mas para alcançar toda essa assertividade, o próprio mercado exige muitas soft e hard skills de um Front-end que são bem específicas. Venha conhecer melhor sobre elas neste conteúdo.

Mas, acima de tudo, é bom lembrar que o Front-end é bastante requisitado no recrutamento tech. Basta fazer uma rápida pesquisa de vagas para Front-end no LinkedIn. Nós testamos: surgiram 1.296 resultados! São múltiplas oportunidades para quem resolveu trilhar essa carreira.  

Portanto, para mergulhar nesse mercado e conquistar seu espaço é importante saber quais habilidades e comportamentos estão sendo mais valorizados pelas pessoas recrutadoras e que fazem a diferença na hora da contratação. Sendo assim, para fazer os olhos dos hunters brilharem ao verem o seu currículo aposte nas soft e hard skills mais desejadas.

O que faz um (a) Front-end Developer? 

Quando se fala em desenvolvimento de sites e aplicativos, dois pilares são importantes. O primeiro é o Front-end, que é aquilo com que o usuário interage. Já o segundo é o Back-end, que está nos bastidores e é responsável pelo bom funcionamento de todos os recursos.

Sendo assim, o Front-end é aquele (a) profissional que tem fluência nas tecnologias que garantem a boa navegabilidade do usuário. Em suma, a pessoa desenvolvedora dessa carreira deve dominar desde a parte do layout até os recursos interativos do site ou app.

Quais são as hard skills mais importantes num Front-end?

homem concentrado trabalhando em frente ao computador
Entre as tecnologias mais importantes para a pessoa Front-end estão HTML, CSS e JavaScript

Dominar tecnologias usadas no Front-end é fundamental. Principalmente quando se é um (a) profissional do nível Júnior, é mais importante ainda demonstrar conhecimento técnico para ser aprovado nas entrevistas de emprego e se manter nas empresas. Isso porque o (a) profissional iniciante ainda não tem muita experiência para pesar no currículo. Então, é essencial comprovar que manda bem na linguagem tech com um certificado.

Em síntese, as pessoas desenvolvedoras que apostam nesta carreira codificam sites e aplicativos. Acima de tudo, elas dominam algumas tecnologias, conceitos e ferramentas. Acompanhe a seguir algumas das hard skills mais importantes na carreira profissional:

  • HTML5;
  • CSS3;
  • JavaScript;
  • React;
  • Angular;
  • Vue;
  • Versionamento de código (como o Git);
  • UX/UI.

Basicamente, o HTML5 e o CSS3 determinam como será a apresentação de uma página, enquanto que o JavaScript orienta a função da página dentro do site.

Uma das tecnologias citadas e muito usadas por Front-end developers é o Git, que é um software de controle de versão. Desse modo, é possível voltar atrás no projeto, verificar o que deu errado e fazer a correção, visto que o Git permite esse monitoramento. Com esse processo, você não perde o que já fez.

Além disso, outra habilidade do Front-end developer é buscar o design responsivo. Nesse sentido, saber implementá-lo na codificação é uma missão das pessoas desenvolvedoras desta área. Isso porque praticamente 90% conectam-se à internet pelo smartphone e, portanto, o ajuste é necessário.

Outro detalhe que o Front-end developer precisa observar é o SEO (Search Engine Optimization) do site para que ele seja achado nos motores de busca, como o Google.

Quais as soft skills mais importantes num Front-end?

mulher fazendo sinal de ok com equipe ao fundo
Proatividade e motivação estão entre as soft skills desejadas

As soft skills passaram a ser mais valorizadas pelas empresas, inclusive nas vagas técnicas, como as de developers. Isso porque as pessoas recrutadoras querem saber o tipo de perfil comportamental dos (as) candidatos (as) antes da contratação para, assim, não ter surpresas. Talvez seja porque as habilidades técnicas podem ser adquiridas, ao passo que as comportamentais, como motivação e autonomia, não.

Por conta disso, as empresas querem se certificar que estão contratando pessoas que estão alinhadas aos seus propósitos, são livres de preconceitos e têm vontade de crescer profissionalmente, pois não temem desafios e dificuldades do dia a dia da profissão.

Sendo assim, percebe-se que as soft skills, de maneira geral, são cobradas em todos os níveis profissionais. Entretanto, têm um foco maior quando estão relacionadas a cargos de liderança ou a níveis Pleno ou Sênior.

Isso é uma consequência natural da pressão exercida pelo cargo entre profissionais que precisam tomar decisões importantes ou liderar equipes. Enfim, é preciso ter autocontrole, um perfil analítico e uma boa comunicação para desenvolver um bom trabalho na posição.

De modo geral, confira as soft skills que as empresas procuram em Front-end developers devido às posições que ocupam no desenvolvimento:

  • criatividade;
  • boa comunicação;
  • trabalhar sob pressão;
  • pensamento crítico;
  • conhecimento de design;
  • seja uma ponte entre o back-end e o UX/UI;
  • resolução de problemas da sua área de abrangência;
  • espírito colaborativo;
  • flexibilidade;
  • resiliência;
  • autodidatismo.

Como desenvolver novas habilidades?

É preciso dedicar algumas horas de estudo para conquistar novas hard skills. Nesse sentido, a absorção do conteúdo varia de pessoa para pessoa. Assim, há quem prefira se matricular nos cursos tradicionais. Outros optam pelo acompanhamento de mentores especializados na tecnologia pretendida.

O fato é que dá para aprender muito em conteúdos das redes sociais, em bootcamps, hackathons e meetups. Portanto, quanto mais você amplia a sua rede de contatos e a participação em comunidades DEVs, mais aprimora seus conhecimentos técnicos.

Mas como uma pessoa desenvolvedora Front-end pode despertar suas soft skills? Primeiramente, é importante entender quais são os seus pontos fortes e fracos. Isso porque não temos consciência, muitas vezes, do nosso perfil. Não é à toa que os testes de personalidade nos chamam tanta a atenção.

Sendo assim, após fazer um teste de perfil comportamental para o mercado de trabalho, procure as lacunas que devem ser preenchidas. Por exemplo, se você precisa ser mais claro na sua comunicação comece a fazer leituras desse tema.

Outro ponto fundamental para desenvolver soft skills é pedir feedback aos seus pares e aos supervisores. Afinal de contas, é melhor alinhar o que precisa ser melhorado do que tapar o sol com a peneira.

Conclusão

O Front-end é uma peça-chave nos times de desenvolvimento porque dele (a) depende a boa experiência do usuário. Dessa maneira, é importante equilibrar o desenvolvimento de soft e hard skills de um Front-end para trabalhar tranquilamente.

Lembrando que o desenvolvimento pessoal nunca para. Portanto, há sempre novos caminhos para aprender e crescer profissionalmente.

Nesse sentido, as soft e hard skills de uma pessoa desenvolvedora estão entre os itens primordiais verificados nas entrevistas técnicas realizadas pela Coodesh com as pessoas candidatas às vagas anunciadas na sua plataforma.

Aliás, só para complementar, a Coodesh é uma startup que oferece soluções a organizações que precisam fazer contratações assertivas na área tech. Para isso, a startup usa a sua base própria de dados de DEVs e as novas candidaturas conforme as vagas anunciadas.

Sendo assim, acompanhe as vagas para Front-end da nossa plataforma e busque novos desafios.

Escrito por Gizele Silva

Formada em Jornalismo pela UEPG e especialista em Mídia e Política. Experiência de 18 anos em jornalismo diário. Desde 2017, atua com Marketing de Conteúdo. Atualmente, sou produtora de conteúdo da Coodesh.

hard e soft skills devops

Descubra quais são as mais importantes hard e soft skills de um DevOps

BDD na prática: entenda o que é e como funciona