in

O que é Git?

O Git veio para facilitar a vida das pessoas desenvolvedoras. Basicamente, ele é um sistema de controle de versão distribuído. Por ser muito popular, é importante constar da sua lista de estudos para ser um developer de referência. Portanto, para ver um resumo do que é Git acompanhe a leitura deste artigo.

No dia a dia do time de desenvolvimento, é comum haver mais de uma pessoa trabalhando no mesmo projeto. Dessa forma, o Git é um grande aliado, pois cada pessoa trabalha de maneira autônoma. Além disso, o projeto recebe atualizações simultâneas, sem comprometer o todo, .

Devido à sua importância, o Git é o tema de hoje da seção do Dicionário Tech da Coodesh. Então, vamos lá e boa leitura!

Como ele foi criado?

Desenvolvido pelo mesmo criador do sistema Linux no ano de 2005, Linus Torvalds, o Git se espalhou entre os Devs.

Inicialmente, as pessoas desenvolvedoras que trabalhavam no kernel (núcleo) do Linux usavam o sistema do BitKeeper. Porém, os criadores removeram o acesso gratuito após uma polêmica sobre direitos autorais.

Insatisfeito, Torvalds decidiu criar um sistema semelhante com código aberto, dando origem assim ao Git. E, só por curiosidade, a palavra Git vem de uma gíria usada por ingleses que remete à “cabeça dura”, ou seja, pessoas que acham que sempre têm razão.

Para que serve o Git?

O grande diferencial do Git frente a outras ferramentas concorrentes (como o Subversion e o CSV) é o fato dele possuir um repositório central, ao passo que os demais têm uma arquitetura centralizada e só são usados on-line.

Como o próprio nome diz, o Git tem um sistema de controle de versão distribuído. Dessa maneira, cada colaborador do projeto pode trabalhar em suas atualizações em sua máquina, até mesmo de forma off-line.

Você não precisa se preocupar, já que os colegas da equipe não irão subscrever as suas alterações no projeto. Além disso, não se corre o risco de perder informações nem de ficar impedido de voltar à versão anterior do software para resgatar alguma funcionalidade ou relembrar a interface.

Além disso, outras vantagens são manter o código organizado dentro da equipe de desenvolvimento, acompanhar os históricos com mais facilidade e organizar os backups em nuvem.

Git e GitHub é tudo igual?  

Você já deve ter ouvido muito falar muito sobre GitHub. Mas saiba que são coisas diferentes.

Portanto, Git é um sistema de controle de versão distribuído, ao passo que GitHub é uma plataforma on-line de hospedagem de repositórios Git, que são basicamente os projetos que usam o sistema.

Sendo assim, o GitHub se tornou quase que uma rede social para Devs, que trocam informações e experiências. Mas o interessante é que ele não precisa ser usado apenas para o desenvolvimento de software, como também em projetos com colaboração na internet, como a confecção de um livro, por exemplo.

Por que é importante estudar Git?

Devido ao seu uso massivo nos projetos de desenvolvimento de softwares e outras aplicações, conhecer o funcionamento do Git é mais do que um diferencial no currículo para Devs iniciantes, mas é praticamente uma obrigação.

Sendo assim, independentemente da carreira tech que você seguir, é importante saber o que é Git e como utilizar todos os seus benefícios e funcionalidades.

Conclusão

Em suma, entender como funciona e o que é Git pode impulsionar a sua carreira. Se você está ingressando agora no mundo da programação, aproveite para aprimorar os seus conhecimentos em Git. Por mais que a ferramenta gere estranheza no começo, em pouco tempo você estará dominando todos os atalhos e funcionalidades.

E aproveitando que você chegou ao final da leitura, acompanhe os demais conteúdos sobre o Dicionário Tech, como o que é API clicando aqui.

Não deixe de pesquisar as vagas para Devs publicadas na plataforma da Coodesh. Muitas delas, aliás, cobram conhecimentos em Git para as futuras contratações.

Somos uma startup especializada em recrutamento tech e queremos te auxiliar na busca do seu emprego. Siga-nos no LinkedIn e acompanhe nossas dicas diárias.

Escrito por Gizele Silva

Formada em Jornalismo pela UEPG e especialista em Mídia e Política. Experiência de 18 anos em jornalismo diário. Desde 2017, atua com Marketing de Conteúdo. Atualmente, sou produtora de conteúdo da Coodesh.

Qual é o papel de um Full-stack numa startup?

Sua empresa sofre com turnover alto na área tech?