in

Conheça a metodologia ágil Scrum e as suas vantagens

Você já deve ter ouvido falar muitas vezes na metodologia ágil Scrum. Não é para menos. Afinal, ela está presente em 70% das equipes ágeis, segundo o site Scrum.org. Criada em 1993, a partir de um modelo apresentado em 1986, a metodologia traz várias vantagens para o dia a dia da pessoa desenvolvedora e para a empresa. Saiba mais neste artigo.

Apesar de ser comum junto à área de desenvolvimento de softwares e sistemas, a metodologia ágil Scrum está presente em empresas de vários segmentos e até mesmo em projetos pessoais.

Isso porque, basicamente, ela se distancia do processo em cascata, no qual cada pessoa da equipe executa um trabalho com começo, meio e fim, para uma visão mais abrangente e dinâmica. Nela, os ajustes fazem parte do processo, pois se a mudança no projeto original se fizer necessária não há o que temer.

Como foi a criação da metodologia ágil Scrum?

Para entender a metodologia ágil Scrum, é interessante revisitar a sua origem. Aliás, o próprio termo “scrum” tem a ver com a sua história. Saiba como a seguir.

O modelo foi apresentado pela primeira vez em 1986 por Hirotaka Takeuchi e Ikujiro Nonaka. Eles publicaram um artigo no The Harvard Business Review no qual associavam o trabalho de equipes corporativas a esportes.

No primeiro exemplo, as equipes que se comportavam como numa corrida de revezamento seguiam o efeito cascata (etapa por etapa) e tinham resultados finais mais demorados.

Já no segundo exemplo, as equipes que atuavam como jogadores de rugby eram mais dinâmicas e aceleravam os projetos.

Foi assim que surgiu o nome “scrum”, que não tem uma tradução literal para o português, mas representa um momento da partida de rugby, no qual os atletas dos dois times se juntam com a cabeça abaixada e tentam ganhar a posse de bola.

Portanto, Nonaka e Takeuchi concluirám que o efeito “revezamento” estava desatualizado e que o modo “scrum” era o ideal para as empresas.

Mais tarde, em 1993, três desenvolvedores – Jeff Sutherland, John Scumniotales e Jeff McKenna – trabalharam as bases do método. Porém, em 1995, Ken Schwaber se juntou ao grupo, que apresentou o livro “Scrum Development Process”. Assim, eles oficializaram a metodologia com maior detalhamento do seu funcionamento. Portanto, criaram a primeira versão do Scrum, a partir daí mudando a visão sobre o desenvolvimento e sobre os processos.

Como funciona a metodologia Scrum?

Com a metodologia, a equipe tem senso de produto final e foca no resultado do cliente

Para seguir o passo a passo padrão da metodologia ágil Scrum conheça a seguir as fases principais:

  1. o (a) Product Owner (PO) realiza um planejamento geral com a visão inicial do produto;
  2. o planejamento é então desmembrado de acordo com cada funcionalidade do produto. Essa fase chama-se Product Backlog. Neste momento, o (a) PO define quais são as prioridades;
  3. a partir da definição das prioridades, divide-se o projeto em ciclos. Tais ciclos são chamados de Sprints. Normalmente, cada sprint tem duração de um mês;
  4. a equipe realiza um Daily Scrum durante a execução do sprint. Na prática, o Daily Scrum é uma reunião diária na qual cada um fala o que fez no dia anterior e o que fará na sequência, bem como as dificuldades que enfrentou;
  5. é feita uma reunião no final de cada sprint para a revisão das funcionalidades implantadas e a aprovação final do produto.

Quais são as vantagens do Scrum?

Costuma-se dizer que as pessoas que trabalham com a metodologia Scrum desenvolvem soft skills como flexibilidade, resiliência, espírito colaborativo e mais prazer em trabalhar. Isso porque o método traz muitas vantagens, como:

  • a valorização das pessoas em vez dos processos;
  • ter mais abertura para sugestões e mudanças;
  • não ficar “preso” ao papel, ou seja, ao projeto original;
  • disciplina o olhar para a satisfação do cliente;
  • aumenta a taxa de sucesso nos projetos;
  • gera resultados estratégicos.

Além desses pontos favoráveis, a equipe não espera a conclusão do projeto para a validação do cliente. Os ajustes são dinâmicos e podem ser feitos a qualquer momento, aumentando assim os índices de aprovação.

Quais são as figuras do processo Scrum?

Dentro dessa metodologia, portanto, há pelo menos três figuras estratégicas. Acompanhe quais são elas:

  • PO: a função é representada pelo (a) profissional que tem a visão do que será desenvolvido, as dores que o produto vai sanar, os objetivos a serem alcançados, entre outros.
  • Scrum Master: é o (a) profissional especialista na metodologia que irá trabalhar para otimizar o fluxo de entrega, organizando os recursos humanos e logísticos necessários.
  • Developers: são as pessoas que farão parte dos sprints e trabalharão para o resultado final.

Dicas para implantar a metodologia na sua equipe

Como foi dito inicialmente, a metodologia ágil Scrum não está restrita às equipes de tecnologia. Mas para implantá-la como um processo na sua equipe, veja algumas dicas:

  • estude sobre a metodologia ou escolha um colaborador ou uma colaboradora para ser treinado (a);
  • faça um planejamento da sua implantação, incluindo todas as etapas desde a apresentação até a efetiva adoção;
  • defina as prioriedades;
  • planeje os sprints, com prazos e recursos envolvidos;
  • faça reuniões com a equipe com calendário semanal ou quinzenal;
  • forneça as ferramentas necessárias para o seu time trabalhar;
  • dê autonomia para as equipes.

Em resumo, a metodologia ágil Scrum é muito frequente nas empresas e nos times de desenvolvimento. Portanto, se você está começando agora e quer enriquecer o seu currículo saiba que o estudo da metodologia é um bom investimento.

Enfim, procure adquirir mais conhecimentos na área, pois certamente seu currículo ganhará um novo peso no recrutamento e seleção de devs.

E se você procura ganhar experiência, não deixe de conhecer as vagas para talentos tech na plataforma da Coodesh, que une empresas e pessoas desenvolvedoras.

Conheça a página de vagas e acompanhe nosso blog para ficar por dentro das notícias e das oportunidades de emprego.

Escrito por Gizele Silva

Formada em Jornalismo pela UEPG e especialista em Mídia e Política. Experiência de 18 anos em jornalismo diário. Desde 2017, atua com Marketing de Conteúdo. Atualmente, sou produtora de conteúdo da Coodesh.

BDD na prática: entenda o que é e como funciona

ilustração design sprint

O que é Design Sprint e como ele funciona?