Os principais passos para seguir carreira de DevOps Kubernetes

devops kubernetes

A área de DevOps está aquecida no mercado de startups, afinal de contas, esses profissionais trazem mais agilidade e aumento de produtividade nas equipes de Desenvolvimento (Dev) e Operações (Ops). Quando eles utilizam Kubernetes (tecnologia indicada para aplicações mais robustas, como ERP e CRM), se tornam ainda mais requisitados no mercado de startups. 

Portanto, acompanhe este conteúdo para saber como se tornar um profissional valorizado nesta área. Veja também o que é DevOps e Kubernetes e quais as vantagens trazidas para o segmento. 

O que é DevOps? 

O DevOps, como você viu acima, é a integração de desenvolvimento e operações. Não é uma tecnologia ou ferramenta, mas sim uma metodologia. Desse modo, o profissional que pratica e coordena essa prática pode ser chamado de DevOps. 

O termo surgiu em 2009 numa conferência onde John Allspaw (vice-presidente de Operações Técnicas) e Paul Hammond (Diretor de Engenharia), da Velocity, demonstraram a integração contínua entre os dois setores desde o início do projeto até a entrega do produto ao cliente.

Por isso, o(a) profissional de DevOps deve buscar essa harmonia para entregar resultados certeiros aos clientes. Nesse sentido, é necessário desenvolver e aprimorar algumas soft e hard skills.

Uma das hard skills mais desejadas no mercado é o conhecimento em Kubernetes, que vamos abordar neste conteúdo. 

O que é Kubernetes? 

Também conhecido como K8s, Kubernetes é um sistema de código aberto utilizado para implantar o gerenciamento de aplicativos em contêiner. 

Aproveitando para lembrar, contêiner é um ambiente onde é possível agrupar aplicações e seus elementos visando melhorar o trabalho do setor de Desenvolvimento e de Operações. Assim, os profissionais de TI (Tecnologia da Informação) podem trabalhar focados em um ambiente específico de uma aplicação, ao passo que desenvolvedores se dedicam ao processo, pois cada contêiner tem recursos que podem ser usados isoladamente. 

Originalmente, engenheiros do Google desenvolveram o Kubernetes para uso interno, porém, com o passar do tempo, eles o disponibilizaram em código aberto para utilização da comunidade. Hoje, ele tem o suporte da Cloud Native Computing Foundation. 

Entre os seus benefícios está a utilização da sua infraestrutura em nuvem local, híbrida ou pública. Assim, o DevOps Kubernetes ganha mais praticidade em sua rotina de trabalho. 

Por que ser um profissional DevOps Kubernetes?

Devido às características do Kubernetes, essa carreira acabou sendo adotada nas empresas e startups, figurando entre as tecnologias mais pedidas nas vagas de emprego para profissionais DevOps. 

Aliás, os concorrentes de Kubernetes, como Fleet, Docker Swarm, Apache Mesos e Amazon ECS acabaram se integrando ao Kubernetes, mantendo a tecnologia de gerenciamento de aplicativos em contêineres na lista de prioridades das empresas que adotaram a metodologia DevOps. 

Desse modo, os profissionais da área acertam ao escolher se especializar em Kubernetes pelos seguintes motivos: 

  • Permite que a orquestração distribuída gerencie a infraestrutura e as configurações em vários ambientes; 
  • Gerenciamento de armazenamento de cada aplicação em cada contêiner de forma automatizada; 
  • Escalonamento dos contêineres mais rápido e com facilidade.

De modo geral, o DevOps cobre cada etapa do ciclo de vida de um software. Com o uso de Kubernetes como tecnologia central, os administradores podem implantar aplicativos em qualquer lugar sem ficar se preocupando com a infraestrutura.   

Além disso, como o Kubernetes tem a característica da imutabilidade, o recurso permite que o time de TI pare, reimplante e reinicie um contêiner em tempo real sem afetar os demais serviços. 

Por que usar Kubernetes e Docker juntos? 

Se você deseja seguir carreira como DevOps Kubernetes, é importante saber que outra tecnologia de contêiner é o Docker e que, juntos, os recursos podem melhorar o desempenho das aplicações. 

Como você viu, Kubernetes é um recurso de orquestração de software que fornece uma API para gerenciar onde e como executar os contêineres. 

Já o Docker facilita a criação e administração de ambientes isolados, permitindo o empacotamento de uma aplicação ou ambiente dentro de um contêiner. Seu propósito é subir uma só máquina, sendo que nela você pode utilizar várias aplicações sem conflitos entre elas. 

Portanto, Kubernetes e Docker são tecnologias diferentes. Mas as equipes podem utilizá-las juntas. Veja, por exemplo, alguns casos em que esse uso complementar é indicado: 

  • Tornar o aplicativo mais disponível, mesmo que outros recursos fiquem off-line; 
  • Deixar o aplicativo mais escalável, pois é mais fácil habilitar mais contêineres ou nós ao cluster do Kubernetes. 

Como está a empregabilidade nesta área? 

O profissional de tecnologia que deseja apostar na carreira de DevOps pode ter sucesso profissional, já que a área tem boas oportunidades de emprego em startups e equipes de desenvolvimento de empresas. 

Além disso, o salário é atrativo. Segundo levantamento da Coodesh, com base nas vagas divulgadas no site, a remuneração varia de R$ 6 mil a R$ 12,5 mil na carreira

Numa busca no LinkedIn encontramos 1.464 resultados para a pesquisa sobre vagas para DevOps, com Kubernetes entre os seus requisitos. 

Conclusão 

E, então, ficou interessado em saber mais sobre a carreira de DevOps Kubernetes? Você pode conferir também nossos conteúdos sobre como fazer a transição de carreira de DEV para DevOps. Pesquise também mais detalhes sobre o que é Kubernetes

Veja também como criar sua conta gratuita na Coodesh para ter acesso a testes e vagas de emprego na área tech.

Escrito por Gizele Silva

Formada em jornalismo, sou apaixonada por comunicação e tecnologia, além de adorar descobrir as soluções que o marketing de conteúdo traz aos negócios.

sites de empregos

Confira 17 sites de empregos para anunciar vagas ou encontrar oportunidades

o que é django

O que é Django?