Como o Plano de Desenvolvimento Individual pode melhorar o desempenho?

O Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) pode trazer muitos benefícios para a pessoa colaboradora, para o Recursos Humanos e para a empresa como um todo. Mas como? 

Basicamente, o PDI, assim chamado no RH, é um roteiro personalizado do que fazer para alcançar determinada melhoria. E para fazer o devido acompanhamento, o RH estabelece metas e objetivos bem específicos. 

Sabe aqueles planos que você faz na virada do Ano Novo? Funciona de forma semelhante no PDI. A diferença é que o plano é voltado para o desenvolvimento profissional e na carreira e deve ser medido com um monitoramento constante. Ou seja, é difícil dar errado. 

Portanto, quando falamos em skills para uma determinada função, sempre dizemos que é preciso desenvolver melhor a oralidade, a convivência em equipe ou ainda o protagonismo

Para esses casos, o PDI pode traçar um roteiro de como promover as mudanças para alcançar as skills desejadas. Portanto, podem ser leituras, trabalhos voluntários, treinamentos ou até mesmo a autodisciplina para promover as transformações. 

No entanto, o PDI também envolve as hard skills. Isso quer dizer que se o gestor de RH percebe que o(a) profissional precisa afinar o conhecimento no inglês ou em um software específico, é hora de ajudá-lo(a) oferecendo um curso ou treinamento. 

Mas nunca é demais lembrar que o Plano de Desenvolvimento Individual deve estar alinhado com o programa de avaliação interno e até quem sabe com o plano de carreira da organização. 

Como oferecer o PDI na empresa?

Como você viu, o Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) é um roteiro personalizado para o crescimento profissional do(a) funcionário(a). É evidente que ele repercute nos resultados da empresa, mas em princípio o foco é o crescimento do(a) colaborador(a). 

Mas será que basta apenas aplicar o PDI nos setores da empresa e esperar os resultados? Não, pois o programa exige planejamento e organização. Primeiramente, é muito importante que as lideranças estejam cientes da importância do processo para cobrar dos talentos da sua equipe o acompanhamento e o monitoramento do plano. 

Caso contrário, se o PDI for aplicado sem comprometimento do(a) líder e do(a) funcionário(a) fica apenas um programa “pra inglês ver” ou para ser usado como marketing interno da empresa.

Então, vejamos algumas dicas para adotá-las antes de oferecer o Plano de Desenvolvimento Individual na organização. 

Analise o contexto da empresa

Você, como representante do RH, pode fazer um estudo do cenário em geral da empresa. Responda a perguntas, como: o estágio de desenvolvimento atual, o posicionamento, onde ela quer chegar, entre outros aspectos. A partir daí será possível ter subsídios para verificar qual é a contribuição de cada colaborador(a), bem como o que cada um terá a oferecer se desenvolver suas habilidades. 

Converse com outras pessoas para colher um feedback 

Antes de implementar o PDI também é interessante observar qual é a percepção de outras pessoas sobre a empresa. Portanto, ouça gestores, fornecedores e clientes sobre o que poderia melhorar em termos de soluções do produto/serviço oferecido, bem como a visão sobre as pessoas que fazem parte da empresa. 

Dê os primeiros passos 

Com uma visão panorâmica da empresa, é hora de começar a aplicar o Plano de Desenvolvimento Individual. 

Portanto, se a empresa já tem um programa de avaliação interna, utilize as informações de desempenho de cada integrante da equipe para começar a desenvolver, em conjunto, o PDI. 

Na prática, ele é mais simples do que parece. Mas é imprescindível contar com o envolvimento do líder de cada setor (administrativo, marketing, financeiro, por exemplo) para que o plano seja levado a sério e visto como uma ferramenta de crescimento da empresa. 

Sendo assim, determine, por exemplo, pontos que devem ser preenchidos pelo(a) funcionário(a) em conjunto com o(a) superior(a) direto, como: 

  • objetivos;
  • metas tangíveis;
  • prazos de execução;
  • principais ferramentas e recursos;
  • resultados.

Qual o prazo para obter os primeiros resultados?

Assim, o RH começará a ver resultados do Plano de Desenvolvimento Individual a médio e longo prazo. 

Isso porque, geralmente, o cronograma de um PDI é realizado entre 3 e 12 meses. 

Sendo assim, é importante que o RH seja realista e não crie cronogramas muito distantes da realidade, pois não haverá tempo hábil para cumpri-los. 

Desse modo, defina períodos para o alcance de metas em cada ação ou exercício. 

Quais os benefícios do Plano de Desenvolvimento Individual?

A pessoa colaboradora e a empresa só têm a ganhar com o PDI

Então, a partir do momento em que o Plano de Desenvolvimento Individual já estiver implementado na empresa, o RH poderá começar a medir os resultados. Portanto, veja os benefícios dessa ferramenta. 

Para a pessoa colaboradora

  • clareza das suas habilidades e competências; 
  • motivação a cada etapa concluída; 
  • direcionamento da carreira ou do seu papel na empresa;
  • responsabilidade perante as próximas etapas do PDI; 
  • autoconhecimento, verificando seus pontos fortes e fracos; 
  • satisfação com a carreira e com a própria posição na empresa. 

Para a empresa  

  • mais engajamento das pessoas dos diferentes setores;
  • aumento da produtividade; 
  • maior chance de cumprimento de metas; 
  • organização;
  • motivação; 
  • alinhamento com a missão, visão e valores da empresa. 

Como o RH pode trabalhar o Plano de Desenvolvimento Individual? 

Com o PDI já consolidado na empresa, o pessoal do RH pode e deve utilizá-lo. Portanto, desde a maneira de dar feedbacks até a implantação do plano de carreira podem depender do plano. 

Sendo assim, a começar pelos feedbacks, é imprescindível que eles sejam individuais, pontuando o desempenho em cada tarefa, pensando sobretudo no alcance de cada objetivo. 

Com base no plano também é possível direcionar uma promoção ou deslocamento de um(a) funcionário(a) para outra função. Imaginando um time de desenvolvimento, por exemplo, é possível identificar qual developer pode ser transferido para um cargo de gestão, como para assumir uma função de diretor técnico

Conclusão

Portanto, você viu neste artigo o que é Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) e como o RH pode conduzir esse processo. 

Mas, acima de tudo, o(a) profissional também pode desenvolver um plano próprio, caso a empresa não o estimule no acompanhamento e monitoramento. 

É justamente por isso que é tão importante conhecer as skills individuais e como é possível aprimorá-las para ter mais realização profissional e contribuir com os resultados da organização. 

Agora, se você também está precisando de mais dicas de recrutamento, que tal conhecer melhor a Coodesh? Afinal, nós somos uma startup de recrutamento tech com soluções para o RH de empresas preocupadas em contratar os melhores talentos para compor seu time com eficiência e prazo reduzido. Entre em contato conosco para saber mais.

Pessoas recrutadoras, vejam as novidades da plataforma da Coodesh

O que é Merge Request?