in ,

Mobile Developer: quais são as hard e soft skills mais desejadas?

mobile-developer

O Brasil tem 230 milhões de smartphones ativos. Ninguém mais consegue passar um dia inteiro longe desses dispositivos. Mas por trás de cada toque na tela e navegabilidade em um aplicativo existe o papel fundamental de um Mobile Developer. É por isso que eles são tão demandados nas empresas de tecnologia. Contudo, como contratar um (a) profissional dessa área? Quais skills levar em consideração? Veja todos os detalhes neste artigo.

Mas se você não é hunter e sim developer, deve saber que para investir na formação nessa área e disputar boas vagas de emprego é preciso aprender a programar num dos três sistemas operacionais existentes: Android, iOS e Windows Phone.

É claro que há mais demanda para o Android. Uma pesquisa feita pelo IDC em 2012, mas ainda com grande valor na atualidade, demonstra que 70,1% dos usuários têm Android, 21% iOS e o restante com outros sistemas, como o já citado Windows Phone.

Portanto, veja a seguir um pouco mais das características da profissão e como desenvolver suas hard skills e soft skills, bem como cobrar tais habilidades num processo seletivo.

O que faz um Mobile Developer?

Acima de tudo, é bom lembrar que um software tem o objetivo de solucionar um problema, seja no desktop ou no mobile. Portanto, a pessoa desenvolvedora Mobile tem a missão de programar, codificar e testar plataformas nos sistemas operacionais existentes. Além disso, ela realiza a manutenção dos programas, corrige bugs e trabalha visando a boa experiência do usuário.

Basicamente, um (a) Mobile Developer atua focado (a) nos sistemas operacionais já citados. Ele, portanto, ingressa no mercado como Júnior e nutre seu conhecimento até chegar a ser Pleno ou Sênior.

A área tem atraído muitos DEVs. Segundo a pesquisa Developer Survey 2020, da Stack Overflow, 19,2% das pessoas desenvolvedoras do mundo têm perfil Mobile.

Quais são as hard skills mais desejadas no Mobile Developer?

Ao contratar um Mobile Developer ou ingressar na carreira como pessoa desenvolvedora nessa área é bom se antecipar e saber que algumas hard skills são exigidas, independentemente da empresa.

Nesse sentido, as habilidades técnicas mudam conforme o nível do (a) profissional. Sendo assim, confira a seguir as hard skills mais desejadas em um Mobile Developer conforme a sua experiência.

Júnior

Do nível Júnior costuma-se exigir, basicamente, as hard skills que irão definir o bom desempenho do (a) profissional que, em princípio, não exercerá atividades de gestão.

Nesse sentido, iniciantes podem começar com o Android, a plataforma que domina o mercado. Sendo assim, a sua principal linguagem será o Java.

Contudo, se o Mobile Developer optar pelo iOS é importante que tenha fluência em Objective-C ou Swift, que é a sucessora do Objective-C. Mas é bom lembrar que o DEV precisa ter um MacBook ou um iMac com o sistema operacional da Apple para trabalhar tranquilidade.

Já o Windows Phone é uma plataforma que acabou não despertando tanto interesse no mercado. Porém, para quem deseja se aprofundar nesta área, deve ter habilidades técnicas em C# ou Visual Basic.

Pleno

celular em destaque com ícones aparentes
Mobile Developer deve entender conceitos de UX/UI

Enquanto isso, as hard skills mais desejadas em um Mobile Developer nível Pleno são as anteriores, de competência do nível Júnior, associadas a habilidades como UX/UI.

Isso porque o sucesso de um aplicativo está diretamente ligado à experiência do usuário e a uma boa interface gráfica. Nesse sentido, é muito importante que o nível Pleno domine esses dois conceitos, pois a UX está ligada à facilidade na navegação e o UI à visualização da tela, com elementos ordenados de uma forma atrativa e acessível.

Portanto, o Mobile Developer não precisa ser um designer UX/UI, mas sim ter conhecimento nesta área. Assim como também é interessante que ele compreenda conceitos de desenvolvimento de banco de dados.

Sênior

Por último, vamos falar dos (as) profissionais do nível Sênior. Neste nível, as hard skills mais buscadas pelas empresas e startups são um somatório das habilidades apresentadas por profissionais dos níveis Júnior e Pleno. Contudo, o diferencial aqui está em um sólido conhecimento sobre o desenvolvimento e soft skills que permitam até mesmo estar na liderança de equipes.

Mas sobre as soft skills vamos falar adiante. Portanto, se você é uma pessoa desenvolvedora ou um head hunter é interessante observar que todas essas habilidades técnicas serão exigidas pelas empresas, mas sem esquecer da importância do perfil comportamental. Afinal, os desafios são comuns na área e é preciso contorná-los com as habilidades pessoais, como capacidade de trabalhar sob pressão e flexibilidade.

Quais são as soft skills mais desejadas no Mobile Developer?  

Assim como as hard skills (habilidades técnicas), as soft skills (comportamentos) também ampliaram sua importância perante os processos de recrutamento tech. Afinal, até pouco tempo atrás os (as) recrutadores (as) se concentravam apenas nas hard skills.  

Contudo, aspectos como motivação, espírito de liderança, autonomia e outros são muito importantes nos projetos desenvolvidos nas organizações. Há candidatos (as), inclusive, que mesmo tendo todas as habilidades técnicas para a vaga acabam sendo rejeitados porque não trabalham de forma motivada e podem comprometer os resultados.

Assim, as pessoas recrutadoras têm um trabalho a mais na hora de selecionar candidatos (as). Já os DEVs precisam desenvolver algo além do simples (ou nem tão simples) domínio da linguagem.

De maneira geral, como foi dito anteriormente, o Mobile Developer Júnior precisa ter domínio técnico, mas com um perfil comportamental condizente com o fit cultural da empresa.

O (a) profissional Pleno já necessita de mais habilidades comportamentais, pois a ele (a) serão apresentados desafios mais complexos que exigirão autocontrole, autodidatismo e muita flexibilidade.

Já com relação ao (à) profissional do nível Sênior se espera uma ampla bagagem técnica, além de capacidade de liderança pelo fato dele (a) ser a pessoa mais indicada para conduzir equipes, fazer as vezes de um (a) mentor (a) e, portanto, assumir desafios mais instigantes.  

Como desenvolver hard e soft skills?

código escrito em computador ao fundo com óculos em destaque
É necessário dominar linguagens para Android e iOS

Não tem outra saída: para desenvolver novas hard skills é importante meter a cabeça nos livros, blogs e conteúdos voltados à carreira. Além disso, é necessário afiar o machado todos os dias nas plataformas e nas linguagens que farão de você um (a) grande profissional.

Para isso é importante contar com bons cursos e ficar atento às agendas de bootcamps. Portanto, é muito interessante participar de comunidades voltadas à sua área para ficar por dentro de todas as novidades e se aprimorar tecnicamente na sua profissão.

Mas já com relação às soft skills é muito importante concentrar-se em como desenvolvê-las. Afinal de contas, somos seres em transformação e precisamos nos adequar às exigências do mercado e da vaga.

Primeiramente, é bom focar as atenções nas ações do dia a dia do mundo corporativo que são terrenos férteis para o desenvolvimento de habilidades comportamentais, como:

  • feedbacks: é importante fazer uma autoavaliação e pedir a análise dos pares e superiores;
  • leitura: nunca é demais ampliar a leitura, estudando temas como motivação e resiliência;
  • busca do autoconhecimento: onde é necessário melhorar e como mudar? Essas são algumas perguntas que você deve responder.

O que se espera de um Mobile Developer

Agora que você já leu sobre as principais hard e soft skills de uma pessoa desenvolvedora fique atento às qualidades gerais que se espera de uma pessoa desenvolvedora nesta carreira.

  • raciocínio lógico;
  • organização;
  • bom relacionamento;
  • agilidade;
  • conhecimento de métodos ágeis;
  • domínio do inglês;
  • flexibilidade;
  • trabalhar bem com prazos.

Como você viu no início deste artigo, 19,2% dos (as) desenvolvedores (as) se dizem Mobile. Portanto, com o crescimento do número de usuários de smartphones e tablets a mão de obra pode ser considerada pequena em relação à demanda.

Nesse sentido, saiba como atrair DEVs dessa carreira e compor um bom time na sua organização.

  • mostre os benefícios da sua empresa;
  • apresente uma jornada flexível e remota para atrair mais interessados;
  • proporcione um ambiente de trabalho tranquilo;
  • estude um salário compatível com a função na hora de divulgar a vaga;
  • procure os serviços da Coodesh.

Por falar em Coodesh, somos uma plataforma de recrutamento de talentos tech para vagas presenciais e remotas em todo o Brasil e no exterior. Temos parceria com a Sólides no desenvolvimento de testes comportamentais e desenvolvemos entrevistas técnicas com nosso time de especialistas em HR Tech. Portanto, desde a divulgação da vaga até a seleção do (a) candidato (a), a empresa pode ficar tranquila de que o processo de recrutamento está em boas mãos.

Para concluir, as hard e soft skills mais desejadas num Mobile Developer vão das linguagens para Android e iOS, além de um comportamento e um posicionamento profissional alinhado às empresas contratantes.

Portanto, aproveite para ver a nossa seção de vagas no site da Coodesh e verificar as oportunidades para Mobile Developer.

Escrito por Gizele Silva

Formada em Jornalismo pela UEPG e especialista em Mídia e Política. Experiência de 18 anos em jornalismo diário. Desde 2017, atua com Marketing de Conteúdo. Atualmente, sou produtora de conteúdo da Coodesh.

soft-hard-skills

Veja as diferenças entre hard skills e soft skills no recrutamento tech

back-end-skills

Saiba as hard e soft skills mais desejadas em um Back-end Developer