O que é Firebase?

O que é Firebase e por que ele é tão útil no desenvolvimento de aplicativos web ou móveis? Neste artigo, saiba tudo sobre essa solução da Google e porque ele é tão utilizado por pessoas desenvolvedoras. 

Economizar tempo, indo direto ao ponto e com segurança é o que toda equipe de desenvolvimento quer. Por isso, as soluções do mercado são tão bem-vindas na rotina do developer. 

Por isso, a Coodesh traz hoje o termo técnico Firebase dentro do Dicionário Tech para mostrar o quanto essa solução pode contribuir com o desenvolvimento de um aplicativo de forma rápida. 

Definição 

O Firebase é uma plataforma digital da Google utilizada para facilitar o desenvolvimento de aplicativos web ou mobile de maneira ágil e simples. 

Seu principal objetivo é melhorar o desempenho de apps com a junção de várias funcionalidades numa plataforma só. Tais funcionalidades contribuem para o desenvolvimento e para a monetização de apps, já que é possível utilizá-lo também no Marketing Digital. 

Principais características 

Sem o Firebase, a pessoa desenvolvedora teria que criar toda uma estrutura no back-end para desenvolver um aplicativo web ou mobile. 

Mas com essa solução, o DEV tem em mãos várias funcionalidades. Portanto, a pessoa poderá utilizar aquelas que mais atenderem às suas necessidades. 

Nesse sentido, veja algumas características para entender o que é Firebase. 

Múltiplas plataformas: o Firebase pode ser usado em plataformas móveis, seja Android, iOS e web. 

Várias linguagens: ele suporta linguagens como Java, JavaScript, C++, Node.js, Swift e Objective-C. Além disso, também pode ser usado com os frameworks Angular, React e Backbone. 

Monetização: o Firebase pode habilitar a funcionalidade de gerar dinheiro com publicidade por meio do Admob. 

Plano gratuito e pago: a plataforma permite a utilização gratuita, sendo cobrado a partir de um certo nível de experiência e funcionalidades. 

Criação 

Então, agora que você já sabe o que é Firebase, é interessante entender como ele foi criado. 

A plataforma foi desenvolvida por uma startup fundada por James Tamplin e Andrew Lee no ano de 2011. 

Anos mais tarde, mais exatamente em 2014, a plataforma foi adquirida pela empresa Google. Assim, possibilitou mais rapidez na criação de aplicativos, monitoramento e engajamento. 

Portanto, sua base é construída na infraestrutura do Google, sendo categorizado como um programa de banco de dados NoSQL, que armazena dados em documentos do tipo JSON.

Empresas que utilizam o Firebase 

Confira, portanto, algumas empresas que utilizam o Firebase em suas aplicações: 

  • Alibaba;
  • Duolingo;
  • Halfbrick;
  • The New York Times;
  • Trivago.

Principais vantagens 

Mas, em suma, por que utilizar Firebase? Veja agora algumas vantagens na utilização no desenvolvimento de apps. 

  • API pronta;
  • Aplicativos altamente escaláveis;
  • Armazenamento de arquivos pelo Google Cloud Storage;
  • Autenticação via e-mail, Google, Facebook e Github;
  • Dados em tempo real;
  • Hospedagem de arquivos estáticos;
  • Segurança.

Principais desvantagens

No entanto, também há algumas desvantagens em sua utilização, como as seguintes. 

  • Limitações de infraestrutura;
  • Bugs de atualizações;
  • Problemas que envolvem UI/UX.

Algumas funcionalidades

Basta pesquisar o site do Firebase para entender melhor tudo o que ele pode proporcionar. Mas segue aqui um resumo de suas funcionalidades. 

  • Analytics: é possível entender melhor sobre seus usuários e como eles usam seu aplicativo.
  • Crashlytics: é possível obter informações sobre os bugs que seu aplicativo apresenta em tempo real. 
  • Dynamic Links: trata-se de URLs inteligentes que direcionam o usuário para o lugar que você desejar em apps iOs, Android ou Web.
  • Hosting: fornece hospedagem rápida e segura para um aplicativo da web.
  • Notifications: as notificações podem ser enviadas sem precisar acrescentar nenhuma linha de código adicional.
  • Performance Monitoring: permite informações sobre os problemas diretamente relacionados ao desempenho do aplicativo.
  • Remote Config: possibilita personalizar seu aplicativo sem uma nova versão, sendo ideal para monitorar as mudanças da plataforma.
  • Test Lab: é um laboratório de testes, desse modo, o aplicativo é testado em dispositivos virtuais e físicos localizados nos data centers do Google.

Conclusão 

Portanto, como vimos neste artigo o que é Firebase, agora você está pronto para pesquisar mais sobre esta plataforma e se dedicar ao seu estudo para acrescentar mais essa skill ao seu currículo. 

Basta fazer uma rápida pesquisa nas vagas abertas para pessoas desenvolvedoras, que é possível perceber o quanto as empresas e startups exigem o Firebase das pessoas candidatas. 

Mas se você já tem essa habilidade, que tal pesquisar as vagas abertas para DEVs na plataforma da Coodesh? Você pode se cadastrar na nossa plataforma e aumentar suas chances de recolocação. Clique aqui e saiba mais. 

Escrito por Gizele Silva

Formada em jornalismo, sou apaixonada por comunicação e tecnologia, além de adorar descobrir as soluções que o marketing de conteúdo traz aos negócios.

Guia para contratar desenvolvedor júnior

Como contratar desenvolvedor júnior para a sua empresa

Contratar desenvolvedor pleno: dicas para acertar no recrutamento

Dicas para recrutar e contratar desenvolvedor pleno