Onde aprender Java e Spring para enriquecer o currículo de desenvolvedor?

onde aprender java e spring

O mercado de trabalho para desenvolvedor Back-end está em alta. Por isso, aprender Java e Spring é um ótimo caminho para ingressar na profissão. Isso porque ambas as tecnologias são usadas pelas principais empresas que oferecem soluções tecnológicas no mercado. 

Desse modo, veja neste conteúdo como você pode se especializar nesta área e começar a participar dos desafios. Mas antes saiba que Java é a linguagem de programação, e o Spring é o framework mais usado para esta linguagem. 

Entretanto, há outros caminhos que você pode seguir, como os frameworks Quarkus, Grails, Hibernate, Vaadin, Play e muitos outros. Tudo vai depender das habilidades do desenvolvedor e dos requisitos do website ou aplicação. 

Mas, como falamos, Spring é o mais famoso. Portanto, se você quer estudar sobre essa área, acompanhe este texto até o final, pois traremos dicas de escolas que são referência. 

O que é Java? 

Uma das linguagens de programação mais antigas e clássicas – Java – foi lançada em 1995 pela Sun Microsystems. 

É difícil ficar sem ela, pois a maioria dos websites e aplicações não roda sem o Java atualizado na máquina. Além disso, você deve saber que ela está presente desde o sistema de celulares simples até supercomputadores científicos. 

Só por aí já dá para sentir que é realmente importante aprender os conceitos de Java se você quer ser desenvolvedor. Ou se já é, mas quer expandir sua atuação. 

Segundo o site oficial de Java há cerca de 9 milhões de desenvolvedores Java em todo o mundo. Isso porque ele deixa a aplicação mais dinâmica e divertida. Além disso, tem código aberto e está presente em todos os dispositivos que você possa imaginar. 

Mas é importante lembrar que é necessário baixar sempre as últimas atualizações, assim, você consegue melhorar o desempenho, a segurança e a estabilidade das aplicações. 

O que é Spring? 

O Spring é um framework Java criado por Rod Johnson. Ele aparece pela primeira vez no livro “Expert One-on-One: JEE Design and Development”. 

Ele se tornou famoso por facilitar o desenvolvimento com Java e explorar os conceitos de Inversão de Controle e Injeção de Dependências. 

Basicamente, ele é dividido em módulos, como os que você verá a seguir: 

  • Boot: facilita a configuração e publicação das aplicações desenvolvidas, visando reduzir a quantidade de configurações iniciais que geralmente são fundamentais em projetos Java;
  • Data: objetiva facilitar a forma de acesso aos dados por parte da aplicação;
  • MVC: possibilita a criação e desenvolvimento de aplicações utilizando o padrão MVC;
  • Security: ele é responsável por gerenciar toda a parte de autenticação e autorização de uma aplicação;
  • Mobile: visa facilitar a criação de aplicações web que também serão executadas em dispositivos móveis.

Portanto, o desenvolvedor pode usar esses módulos com outros frameworks que não fazem parte do ecossistema Spring ou ainda em conjunto, visando proporcionar um melhor desempenho do desenvolvedor. Tudo vai depender, portanto, das necessidades do projeto. 

Por que aprender Java e Spring? 

A versão oficial do Spring foi lançada em junho de 2003, mas desde então ele vem crescendo, sendo usado em projetos mais maduros e robustos. Por conta disso, ele se tornou confiável para ser usado em projetos de vários tipos. 

Afinal, por ser open-source, desenvolvedores de todo o mundo procuram bugs e falhas de segurança, deixando-o mais estável e seguro. 

LEIA TAMBÉM 

Carreira: conheça a carreira de desenvolvedor Back-end Java

Antes do Spring tornar-se tão popular, se usava o Java EE, uma plataforma para desenvolvimento de aplicações de grande porte e aplicações web que possui bibliotecas e funcionalidades que implementam softwares baseados em Java. Ela é ainda bastante utilizada e, portanto, nada impede que você estude os dois. 

Entretanto, há alguns padrões difíceis de programar em Java EE. Por isso, o Spring chegou para resolver esse impasse. 

Hoje, pode-se dizer que saber usar o ecossistema Spring, com seus módulos, é estar com parte do seu futuro emprego garantido. Afinal de contas, o conjunto Java e Spring é usado nas empresas que buscam soluções mais robustas e ágeis no desenvolvimento. 

Mercado e salários 

Você pode pesquisar vagas de emprego que exigem conhecimento em Java na plataforma Coodesh, mas também ficar atento às tendências do mercado, fortalecendo sua rede de contatos e conversando com desenvolvedores mais experientes. 

Portanto, além de ter um amplo conhecimento sobre Java, é essencial conhecer os módulos de Spring e se destacar em pelo menos um. Empresas e startups de todos os ramos e momentos de crescimento utilizam essas tecnologias. 

Os salários variam. Como você sabe, é um assunto que contém muitas variações, afinal, quem trabalha PJ ou CLT recebe pagamentos diferenciados. Isso sem falar na senioridade e na própria política da empresa. 

Mas, segundo o Glassdoor, o salário médio de um desenvolvedor Java no Brasil é de R$ 4.500,00 ao mês. Quem é Sênior pode atingir a média de R$ 9.000,00, contra R$ 5.500,00 do nível Pleno e R$ 3.000,00 do nível Júnior.

Como aprender Java e Spring? 

O primeiro passo que você deve seguir na hora de aprender as tecnologias é estudar a documentação disponível nos sites de Java e Spring. Lá as suas dúvidas básicas serão esclarecidas. Mas é claro que nada substitui um curso, com orientação e demonstração prática de como fazer. 

Aliás, você pode consultar também o site da Baeldung, que traz muitos tutoriais com overviews interessantes e ainda o Dzone, que é atualizado com muitas novidades sobre Java e Spring.  

Mas agora veja algumas dicas de escolas que separamos para você ter acesso aos melhores cursos para aprender Java e Spring. 

Alura 

A Alura oferece uma formação completa no framework Spring. O aluno inscrito poderá acessar o conteúdo de 12 cursos em 130 horas de carga horária. O primeiro passo será aprender “Fundamentos do Java na Web”, seguido pelos módulos de “Do JDBC ao Spring Data”, “Aplicação Web com Spring MVC e Spring Security” e “API Rest e Testes com Spring Boot”. Portanto, você pode conhecer mais detalhes da formação acessando este link

Cod3r 

A Cod3r disponibiliza o curso “Java 2020 Completo – do Zero ao Profissional + Projetos” para quem quer mergulhar nesta tecnologia. 

Aqui a pessoa pode aprender sobre Spring Boot e outras tecnologias, como MySQL, MongoDB, JavaFX e Hibernate.  

Desse modo, se você não tem experiência nenhuma em Java pode ficar tranquilo, pois irá aprender sobre os conceitos básicos da linguagem até se tornar um desenvolvedor profissional. 

Entre os assuntos abordados no curso estão Estruturas de Controle, Fundamentos da Linguagem Java, Orientação a Objeto, Encapsulamento, Herança, Polimorfismo e Abstração e outros temas. Fique atento a mais detalhes neste link

Coursera 

A Coursera traz várias opções de cursos e treinamentos para aprender Java e Spring. A dica é pesquisar no site os títulos que mais interessam. 

Entre as mais bem avaliadas estão “Algoritmos, parte 1”. Este curso traz as informações essenciais que todo developer precisa saber sobre algoritmos e estruturas de dados, com ênfase em aplicativos e análise de desempenho científico de implementações Java.

Além disso, também há o curso mais voltado ao framework, que é o “Spring Boot Inversão de Controle e Injeção de Dependência”. No curso, o aluno usará o Spring Boot para implementar a Inversão de Controle e usará o framework IOC para a Injeção de Dependência em um aplicativo de serviço da web existente. 

Portanto, a escolha do curso vai depender da sua necessidade e do seu nível de experiência/conhecimento nas tecnologias. 

DevSuperior 

A escola on-line DevSuperior oferece o bootcamp Spring. São 160 horas de carga horária, com tempo mínimo estimado para realização de dois meses. O curso é voltado para quem já programa, mas deseja ter mais experiência, inclusive em Spring. 

Para isso, é importante que você conheça os fundamentos da Programação Orientada a Objetos (POO), banco de dados e Git. Você pode conferir a ementa e os comentários dos ex-alunos clicando aqui. Só para complementar, o diretor é Nelio Alves, já reconhecido na área de ensino de Java. 

Udemy 

A Udemy também possui um catálogo com vários cursos para aprender Java e Spring. Um dos cursos mais bem avaliados é sobre “Java Completo: Programação Orientada a Objetos + Projetos”. Você vai aprender os principais conceitos e como instalar cada atualização. 

O curso “API RESTful avançada com Spring Boot e Java 8” também é indicado, principalmente para quem precisa desenvolver APIs com bom desempenho. O curso é rápido (com pouco mais de 4h) e garante certificado. 

Mentorama

Agora, se você está precisando reforçar os conhecimentos em Java antes de partir para os principais frameworks, pode escolher o curso “Java do zero ao pro” da Mentorama. Nele, podem se inscrever desenvolvedores iniciantes e novatos. Serão nove módulos projetados para ensinar todo o passo a passo da tecnologia. Tire todas as suas dúvidas na página do curso. 

Algaworks 

O curso “Spring MVC” da Algaworks é composto por 8 horas de videoaulas contendo os principais fundamentos do Spring MVC. O aluno já aprenderá, ao final do curso, a desenvolver um projeto responsivo, colocando a mão na massa. O curso é 100% on-line e pode ser consultado aqui. 

Impacta

A escola Impacta traz o curso “Desenvolvendo Aplicações Java Web com Spring MVC” em módulo único. Este curso apresenta um modelo didático prático que emprega as tecnologias mais utilizadas pelas empresas que desenvolvem sistemas Java Web. É importante, porém, que o aluno já tenha conhecimento em Java. Veja o programa do curso aqui.

TreinaWeb 

A TreinaWeb possui diversos cursos nesta área, seja para iniciantes ou não. Mas o curso de “Spring Framework – Desenvolvimento de APIs REST”, é voltado para os DEVs de nível intermediário, que querem construir APIs utilizando as melhores práticas. O aluno terá acesso a 12 módulos, todos on-line. Veja mais informações na página do curso. 

Mitocode 

A escola Mitocode, com sede em Lima (Peru), tem cursos de desenvolvimento on-line, entre eles o de Spring Developer, que é dividido em 16 aulas com duração de 32 horas. O curso dá direito a certificado e ensina ao aluno a como usar, na prática, o framework, em todas as suas etapas. Veja mais informações neste link

Conclusão 

Portanto, como você viu neste conteúdo, aprender Java e Spring é uma possibilidade de tornar-se um profissional competitivo no mercado e ser selecionado pelas principais empresas que estão constantemente ampliando seus times de desenvolvimento. 

Porém, para explorar todas as suas habilidades, você pode se cadastrar na Coodesh e receber feedback em testes técnicos e comportamentais.

Saiba como fazer parte da nossa base de talentos clicando aqui. 

Escrito por Gizele Silva

Sou formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Ponta Grossa e especialista em Marketing nas Redes Sociais pela Estácio. Apaixonada por comunicação e tecnologia, quero cada vez mais explorar as soluções que o Marketing de Conteúdo oferece às marcas.

definição de design sprint

O que é Design Sprint?

carreira profissional em 2022

Como planejar sua carreira profissional para 2022