Afinal, existe perfil comportamental ideal?

O teste de perfil comportamental está presente na maioria dos fluxos de recrutamento e seleção. Ele deixa muitas pessoas candidatas temerosas, pois há reprovações nesta fase. Enquanto isso, os(as) recrutadores(as) buscam os perfis ideais para a vaga considerando as soft skills. Mas como saber identificar a pessoa certa usando dados técnicos e não a intuição? 

Por muito tempo, os processos seletivos eram baseados na seleção de currículos e nas hard skills, que são as chamadas habilidades técnicas. 

Porém, aos poucos, o mercado exigiu comportamentos mais alinhados às características da função. É como contratar uma pessoa comunicadora para uma vaga de processos. Ou ainda selecionar uma pessoa analista para a área de vendas, que exige ótima comunicação. 

Para entender essas diferentes facetas da personalidade humana, foram desenvolvidas as técnicas de avaliação do perfil comportamental. Ao longo da história do recrutamento, surgiram várias formas de avaliação. 

Afinal, como eu me enxergo, como as pessoas me veem e, ainda, como eu penso que as pessoas me consideram? 

De fato, agrupar todas essas percepções em um teste de perfil comportamental não é tarefa fácil, mas é possível. Aqui na Coodesh, utilizamos o teste Profiler, idealizado pela Sólides. Ele verifica o perfil em 4 principais campos, que você conhecerá a seguir. 

Quais os principais tipos de perfil comportamental? 

A maioria das pessoas é agrupada em 4 perfis. São eles: comunicador, executor, planejador e analista. Mais do que simples testes de internet, esses perfis são classificados após uma metodologia já comprovada. O índice de precisão é de 97%. 

Confira um resumo em tópicos de cada um e veja como essa classificação pode lhe auxiliar no processo de seleção conduzido pela plataforma da Coodesh. 

Comunicador 

  • Vaidosos;
  • Se vitimizam com feedbacks negativos; 
  • Sociáveis (gostam de pessoas); 
  • São afeitos à informalidade;
  • Não se comprometem tanto com cronogramas e prazos; 
  • Companheiros;
  • Motivados;
  • Dinâmicos. 

Executor

  • Líder nato; 
  • Autoconfiante;
  • Motivado; 
  • Competitivo; 
  • Gosta de liberdade para tomar decisões;
  • Tende a ser mais impositivo. 

Planejador 

  • Calmos e centrados; 
  • Gostam de rotinas previsíveis; 
  • Podem parecer mais lentos que o habitual; 
  • Empáticos;
  • Criam fortes conexões no trabalho.

Analista 

  • Gostam de tarefas repetitivas (como desenvolver códigos); 
  • Se destacam em projetos que envolvem pesquisas; 
  • São exatos;
  • Perfeccionistas; 
  • Preferem se fechar quando estão sob pressão; 
  • São mais introspectivos. 

E, então, reconheceu os perfis nas pessoas candidatas que estão participando dos processos seletivos da sua empresa? 

É importante lembrar que o perfil comportamental interfere no desempenho do(a) colaborador(a) para determinada vaga. E também na convivência em equipe. 

Existe um perfil comportamental melhor que o outro? 

Existem perfis ideais para cada posição, porém, de maneira geral não existe um perfil melhor que o outro. 

Um líder, por exemplo, terá um ótimo desempenho se tiver perfil executor. Já um Customer Success, precisa de um lado comunicador bem aflorado. Enquanto uma pessoa desenvolvedora de comportamento analista poderá ser mais focada em prazos e qualidade. Enquanto um tech recruiter com jeito planejador consegue se planejar e organizar melhor os fluxos de gerenciamento das candidaturas. 

Qual a importância da gestão comportamental? 

A gestão comportamental é utilizada pelas empresas para mapear os perfis comportamentais dos(as) colaboradores(as). Isso ocorre desde o processo de recrutamento e seleção até o desenvolvimento do(a) profissional na empresa. 

Essa iniciativa auxilia os gestores em todos os momentos, desde a escolha da pessoa mais indicada para exercer determinada função até a definição de mudanças internas. 

Além disso, a gestão comportamental pode ajudar na avaliação interna do quadro de funcionários(as) da empresa, fornecendo critérios para possíveis promoções. 

De modo geral, conhecendo o perfil do(a) colaborador(a) é possível desenvolver ações estratégicas que contribuam para o desenvolvimento do time como um todo. 

Sob o ponto de vista do clima organizacional, após conhecer e mapear o perfil comportamental, é mais fácil melhorar o ambiente de trabalho. Identificam-se comportamentos, buscando sermos mais compreensivos com as diferenças das pessoas. 

Quando o teste comportamental é importante?

O teste do perfil comportamental é importante em diversas etapas do ciclo de vida do(a) funcionário(a) dentro da empresa. Mas também é importante para o RH e para quem está de fora, ou seja, que nem sequer escolheu a carreira que irá seguir. Acompanhe a seguir alguns momentos em que ele é mais necessário: 

Recrutamento e seleção: a avaliação do perfil comportamental precisa ter um peso considerável na etapa de recrutamento e seleção, pois contratar apenas pelas habilidades técnicas não é suficiente para garantir que encontrou a pessoa certa. 

Promoção e transferências: quando surge uma vaga, muitas empresas preferem fazer um recrutamento interno antes de ir buscar talentos no mercado. Nesse sentido, se a vaga é para um cargo de liderança, por exemplo, é interessante avaliar se a pessoa que é operacional tem condições de ocupar um cargo de liderança. 

Planejamento estratégico: conhecer o perfil comportamental de cada funcionário(a) é importante para distribuir as demandas e identificar os padrões comportamentais. Assim, as informações podem ser usadas para traçar o planejamento estratégico de um projeto. 

Orientação vocacional: o teste de perfil comportamental é usado entre jovens e estudantes que desejam escolher a profissão conforme as suas aptidões e características da personalidade. Baseado nos gostos, temperamentos e hábitos da pessoa, a avaliação ajuda no sucesso da vida profissional. 

Conclusão 

Quem vive a rotina de análise de pessoas candidatas em processos de recrutamento e seleção, precisa contar com ferramentas que a auxiliem na descoberta dos melhores talentos para a vaga. Nesse cenário, o teste de perfil comportamental é tão importante quanto a comprovação das habilidades técnicas por meio de provas e desafios. 

Se a sua empresa ainda contrata sem fazer teste de comportamento nas pessoas candidatas, conheça as soluções da Coodesh na área de recrutamento de profissionais de tecnologia, especialmente pessoas desenvolvedoras (DEVs). Utilizamos teste comportamental diretamente na nossa plataforma para facilitar a tomada de decisões da empresa. Conheça nossa plataforma e os nossos planos.

Carreiras: veja como se tornar Back-end Clojure

Coodesh realiza DEVTalks sobre como melhorar o perfil no LinkedIn