in

DEVs e empreendedorismo digital: como encarar o desafio de abrir seu próprio negócio

DEVs e empreendedorismo digital é um tema buscado por pessoas desenvolvedoras que têm uma ideia incrível na cabeça, mas ainda não deram o primeiro passo para se tornarem donas do próprio negócio. 

Na maioria das vezes, esses DEVs trabalham como freelancers ou com contrato PJ em empresas e startups. Ou ainda estão para terminar a faculdade e desejam empreender antes mesmo de passar por um emprego com carteira assinada. 

Você se identificou com o tema deste artigo? Então continue a leitura para saber algumas dicas e histórias que poderão te ajudar na tomada de decisão. 

O momento para empreender é agora 

O empreendedorismo digital para DEVs é um vasto campo de oportunidades. Isso porque a pandemia da Covid-19 abriu espaço para os negócios digitais, sobretudo no e-commerce. 

Para você ter uma ideia, um estudo feito pela consultoria BIP identificou que o varejo on-line cresceu 52% no cenário pós-pandemia no Brasil. E por trás de toda plataforma de e-commerce existem pessoas desenvolvedoras no comando, por mais que possam estar afastadas dos códigos por um período.

Sendo assim, se você deseja lançar um produto ou serviço, que tal aproveitar o atual cenário? Veja a seguir como funciona a parte burocrática da abertura de um negócio. 

Como os DEVs podem se tornar empreendedores digitais 

Existem dois caminhos a serem percorridos quando o assunto é DEVs e empreendedorismo digital: a parte burocrática de abrir um CNPJ e o despertar do lado empreendedor da pessoa desenvolvedora. 

Primeiramente, vamos lembrar do viés burocrático. O primeiro passo, portanto, é abrir um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica). Mas é importante ressaltar que o(a) desenvolvedor(a) não pode ser MEI (Microempreendedor Individual) por exercer uma atividade intelectual. 

Sendo assim, o DEV pode escolher entre os diferentes tipos de empresa existentes no Brasil:

  • EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada); 
  • EI (Empresário Individual); 
  • Sociedade Empresária Limitada (Ltda); 
  • SS (Sociedade Simples);
  • SA (Sociedade Anônima);
  • Sociedade Limitada Unipessoal. 

Agora, quanto ao porte, ou seja, ao faturamento, a empresa ou startup pode ser classificada como: 

  • ME (Microempresa): faturamento de até R$ 360 mil; 
  • EPP (Empresa de Pequeno Porte): faturamento de R$ 360 mil até R$ 4,8 milhões. 

Lembrando que esses limites são anuais. Portanto, você deve contar com um contador para prestar toda a assessoria financeira e contábil. 

Além disso, considere que você terá que enfrentar um caminho diferente do qual está habituado como programador(a). Assim, carimbos, autorizações, pagamento de impostos, gestão de pessoas e muito mais farão parte do seu dia a dia como empreendedor. 

Mas talvez o maior desafio quando o assunto é DEVs e empreendedorismo digital seja a mudança de mentalidade. Isso porque como pessoa desenvolvedora contratada por uma organização você tem uma postura mais passiva do que quando você se torna um empreendedor. Afinal de contas, você terá que “matar um leão por dia” para manter as contas em dia e tomar decisões que afetam terceiros, como funcionários(as), clientes e fornecedores(as). 

Dicas valiosas antes de empreender 

empreendedorismo digital
Para colocar a ideia em prática é preciso seguir alguns passos importantes

Se você é DEV e quer tirar um sonho do papel é hora de acompanhar algumas dicas para empreender com sucesso. 

Não espere ter “o” projeto

Muitas vezes, ficamos esperando para ter um projeto inovador para dar o start. Mas não é preciso ter algo muito diferente para dar o primeiro passo. Isso porque, por ser o primeiro empreendimento, é importante lançar algo que seja parecido com as soluções que já existem no mercado. 

Afinal de contas, fica mais caro testar algo absolutamente novo. Assim, com um produto ou serviço similar ao que já existe e foi testado no mercado, é mais fácil ser bem recebido. Lembre-se apenas que é importante contar com alguns diferenciais para usá-los, inclusive, na hora de captar clientes. 

Faça um bom planejamento 

Você já ouviu falar que a direção é melhor que a velocidade? Portanto, dê um passo de cada vez, com o devido planejamento. Assim, crescer de forma consciente lhe dá mais segurança e previsibilidade.

Estude o mercado 

Outro ponto fundamental é conhecer o mercado de atuação, fazendo a conhecida análise SWOT (forças, fraquezas, ameaças e oportunidades) do seu negócio. Não se esquecendo, é claro, de definir a persona (ou personas) do seu nicho para, assim, nortear as suas estratégias. 

Não tenha medo de fracassar 

Muitos DEVs protelam o lançamento do negócio por, no fundo, terem medo de fracassar. Entretanto, é bom lembrar que o empreendedorismo é um campo no qual não se trabalha com certezas e previsões exatas. Se fracassar, use o que deu errado como matéria-prima do aprendizado e tente novamente até acertar. 

Portanto, é possível começar pequeno e, assim, escalar resultados. Para isso basta uma ideia, em um home office ou coworking, para começar a tirar o projeto do papel. 

Startups que envolvem DEVs e empreendedorismo digital 

Startups, como você já sabe, são empreendimentos que oferecem soluções por meio da tecnologia e inovação. 

O segmento tem crescido exponencialmente no Brasil. Em 2011, eram 600 startups existentes, segundo a Associação Brasileira de Startups (Abstartups). Uma década depois, o número beira os 13 mil empreendimentos. 

O crescimento também é acompanhado por aportes milionários. No início de 2021, por exemplo, o investimento no setor já era de R$ 1,9 bilhão. Portanto, pode-se dizer que esse modelo de negócio está indiretamente presente nas nossas relações de consumo nos mais diferentes setores. 

Unicórnio 

E as startups unicórnio, que têm um crescimento vertiginoso, também nascem nas mentes de pessoas desenvolvedoras. Os maiores exemplos são o WhatsApp e a Uber. 

O aplicativo de mensagens vendido ao Facebook por US$ 22 bilhões em 2014 foi criado por Jan Koum, meio que por acaso. Jan teve seu primeiro computador aos 19 anos de idade comprado com o primeiro salário como limpador de chão de uma loja. 

Tempos depois ele começou a trabalhar no Yahoo!, onde conheceu seu futuro sócio. No entanto, a ideia para criar o WhatsApp surgiu apenas em 2009, quando Jan criou um aplicativo para conversar com seus amigos da academia, já que fazer ligações era proibido no local.  

Enquanto isso, a Uber – maior aplicativo de mobilidade – surgiu da ideia de Travis Kalanick. Ele já era do clube de milionários (após vender o P2P, serviço de compartilhamento de vídeo, por US$ 23 milhões) quando contratou um motorista particular e desembolsou US$ 800 dólares. Foi então que pensou como seria possível criar um serviço para aproximar motoristas e passageiros através de um simples toque no smartphone e por um valor mais acessível. A Uber, criada em 2009, hoje tem um valor de mercado aproximado de US$ 76 bilhões. 

Conclusão 

E, então, você ainda está interessado em abrir seu próprio negócio com os conhecimentos que tem como pessoa desenvolvedora? O mercado está cheio de oportunidades. Afinal de contas, DEVs e empreendedorismo digital são palavras que caminham juntas. 

Agora, que tal aproveitar para ler novos conteúdos sobre recrutamento, carreiras e dicas no blog da Coodesh?

E na hora de começar a contratar desenvolvedores(as) não se esqueça de contar com os serviços da nossa plataforma. 

A Coodesh é uma startup fundada em 2019 (por desenvolvedores!) para agilizar e levar qualidade ao recrutamento tech de empresas e startups. Para saber como ter acesso a nossas soluções, preencha o formulário neste link e aguarde nosso contato.

Escrito por Gizele Silva

Formada em jornalismo, sou apaixonada por comunicação e tecnologia, além de adorar descobrir as soluções que o marketing de conteúdo traz aos negócios.

Atenção DEVs: confira o novo painel de usuários com desafios incríveis

Entenda o que é DDD: abordagem focada em domínio