in

Saiba qual é o papel de um Back-end numa startup

O papel de um(a) Back-end developer é essencial numa startup. O(a) profissional é responsável por programar, codificar e testar projetos criados para a web. Mas como conhecer melhor as tecnologias usadas, as habilidades exigidas e a importância desta pessoa nas startups e empresas? Fique atento(a) à leitura deste post.

Com o crescimento da digitalização, é quase impossível pensar um mundo sem sites e aplicativos. Todos, de modo geral, dependem de serviços web para trabalhar, estudar, consumir produtos, pagar e receber, além de buscar entretenimento.

Pensando nisso, é fundamental oferecer uma boa estrutura, agilidade na navegação e segurança de dados. Nestes quesitos, o papel de um(a) Back-end Dev é fundamental. Em suma, ele(a) é responsável pelo funcionamento de tudo o que está invisível aos olhos do(a) usuário(a).

Para isso, desenvolve habilidades e domina linguagens de programação próprios da sua área. Portanto, se você está ingressando na área de desenvolvimento de software e tem simpatia pelo back-end, leia este conteúdo e busque mais fontes para se aprimorar na carreira.

O que faz um(a) back-end developer

Toda e qualquer máquina precisa de instruções humanas para agir. Sendo assim, o papel de um(a) Back-end Dev é dar estrutura e apoio às ações do(a) usuário(a).

Enfim, ao mandar uma mensagem, realizar um pagamento, pedir um código para fazer uma nova senha e muitas outras atividades, o(a) usuário(a) está, sem imaginar, relacionando-se com o trabalho deixado pelo(a) back-end. Dessa maneira, o resumo de suas tarefas são:

  • criar instruções, testá-las e mantê-las em atividade;
  • desenvolver aplicações com ótima performance;
  • fazer a ponte entre os dados do navegador e o banco de dados;
  • aplicar as validações e garantias para que a aplicação fique em segurança.
  • prevenir ou corrigir bugs;
  • manter o site ou aplicativo rápido para evitar altas taxas de rejeição.

Dessa maneira, fica fácil entender porque o(a) Back-end developer é tão importante para o setor de desenvolvimento ou startup que oferece soluções tecnológicas.

Diferença entre back e front-end

É impossível falar no papel de um(a) Back-end sem citar o Front-end developer. Afinal uma função está muito ligada à outra.

Nesse sentido, como você viu até aqui, o Back-end é o(a) profissional responsável pelo funcionamento da aplicação a partir dos recursos que o(a) usuário(a) final não vê.

o Front-end é o Dev que assume a função de promover uma boa experiência ao usuário, sobretudo nas funções básicas como clicar num botão, mandar e receber mensagens, saber qual é o próximo passo na navegação, entre outros fatores.

Enfim, Back-end faz tudo o que está nos bastidores, ao passo que o Front-end soma tudo aquilo que o usuário pode visualizar.

Tecnologias mais utilizadas

Profissional pode escolher se aprofundar numa tecnologia para se destacar no mercado

O papel de um(a) Back-end Dev numa startup será executado conforme a expectativa se ele dominar algumas tecnologias mais comuns para o segmento.

Desse modo, é lembrar que algumas linguagens são mais utilizadas no dia a dia de um Back-end developer, como:

  • linguagens de alto nível: são aquelas que se aproximam da linguagem humana em sintaxe e semântica, por exemplo. Os principais exemplos, neste caso, são Java, C#, PHP, Laravel, Swift, Rails e Python.
  • linguagens de baixo nível: são as que possuem semântica e sintaxe mais próximas da linguagem das máquinas, tendo como exemplos as linguagens C e C++.

Também é importante que a pessoa desenvolvedora em Back-end tenha conhecimento ou domínio de tecnologias usadas em programação, como TypeScript e Node.js.

No dia a dia da programação de softwares, o(a) Back-end Dev também precisará ter noções de API, que são interfaces indicadas para favorecer a comunicação entre sistemas com diferentes tecnologias.

Como estará em permanente contato com banco de dados e servidores, é muito importante que o(a) developer tenha conhecimento de como eles funcionam.

Sendo assim, é fundamental que este(a) profissional se aprofunde em uma tecnologia e possa desempenhar funções relativas a todos os níveis de experiência numa startup, desde Júnior, passando pelo Pleno e chegando a Sênior.

Importância do papel de um(a) Back-end

Embora o(a) Back-end Dev trabalhe nos bastidores, o seu papel é crucial para a entrega de resultados de uma startup. Desse modo, ele manipula dados de uma aplicação e assume a responsabilidade de manter o site no ar, de preferência, com feedbacks positivos dos usuários.

Assim, como ele automatiza processos, deixando-os mais ágeis, ele também precisa se atentar à segurança na web.  

Nesse sentido, por que contratá-lo(a)? Basicamente, ele(a) realiza ações como:

  • atua na interface por trás do projeto;
  • manipula banco de dados;
  • analisa e gera relatórios sobre as estatísticas da sua área;
  • atua para manter a segurança do site ou aplicativo.

Em suma, apesar de o Front-end developer estar mais próximo do pensamento do(a) cliente final, o(a) Back-end Dev também trabalha incansavelmente para satisfazer as necessidades do(a) usuário(a) final.

Salários e preferência entre os Devs

Basta dar uma rápida olhada nas vagas para Devs para comprovar o quanto as pessoas desenvolvedoras Back-end são requisitadas. Em resposta à esta demanda, mais da metade dos(as) Devs são Back-end.

Pelo menos é que mostra a pesquisa “Developer Survey 2020” da Stackoverflow. Em todo o mundo, a área é adotada por 55,2% dos developers, sendo a primeira do ranking.

Os salários também são condizentes. A média salarial, recebida por ano, de acordo com a mesma pesquisa é de US$ 53 mil. Nos Estados Unidos, essa média é bem superior, chegando ao patamar de US$ 120 mil.

No Brasil, a média no mercado é a seguinte:

Back-end Python Developer

  • Júnior: R$ 2.500,00 a R$ 4.000,00
  • Pleno: R$ 3.550,00 a R$ 7.500,00
  • Pleno para Sênior: R$ 7.000,00 a R$ 8.500,00
  • Sênior: R$ 8.000,00 a R$ 12.000
  • Lead Python Back-end Developer: R$ 13.000,00 a R$ 18.000,00

As remunerações acima são referentes a contrato CLT, enquanto que em contratos PJ (quando o Dev tem CNPJ aberto) recomenda-se multiplicar o valor acima por 1.6 ou 1.8.

Conclusão

Portanto, pode-se dizer que escolher o caminho de um(a) Back-end developer é uma boa alternativa para quem está iniciando a carreira na área agora. O mercado está aquecido e a estimativa é que ele continue em alta.

Afinal de contas, o papel de um(a) Back-end dentro de uma startup é essencial para apresentar os resultados esperados, dentro do prazo desejado e com a qualidade exigida.

Para quem é Dev na área e quer se inserir ou se recolocar no mercado, a Coodesh é uma plataforma de anúncios de vagas remotas e presenciais em várias startups e empresas nacionais e internacionais. Confira as vagas.

Se você é hunter, também pode se cadastrar no site e anunciar sua vaga para encontrar Devs talentosos(as). Saiba mais clicando aqui.

Não deixe de conferir e seguir nossa página no LinkedIn e ficar por dentro das atualizações.

Escrito por Gizele Silva

Formada em Jornalismo pela UEPG e especialista em Mídia e Política. Experiência de 18 anos em jornalismo diário. Desde 2017, atua com Marketing de Conteúdo. Atualmente, sou produtora de conteúdo da Coodesh.

Tech recruiter: qual o seu papel no recrutamento de Devs?

TDD e seu significado: por que ele ajuda a aumentar a sua produtividade?