in

O que é gRPC?

Você está pesquisando sobre o que é gRPC? Então, conheça nesse post a sua definição, vantagens, desvantagens, aplicações e ainda a história da sua criação. 

O Google criou o gRPC no ano de 2015 porque buscava uma solução mais completa e robusta para conectar os microsserviços nos seus data centers. Isso porque as soluções que existiam no mercado já não atendiam às expectativas. 

Devido a isso, o Google criou o serviço, que passou à utilização de qualquer pessoa interessada em soluções em comunicação. 

Então, vamos à definição. Para entender o que é gRPC é importante saber que ele é um serviço de alto desempenho para atender chamadas RPC (Remote Call Procedures). 

Além disso, ele tem código aberto e pode ser executado em qualquer ambiente. O gRPC também pode oferecer suporte a load balance, health-check, tracing e autenticação. 

É importante lembrar que seu concorrente – o Rest – é menos rápido. Afinal de contas, o gRPC baseia-se no protocolo HTTP/2 e usa uma Linguagem de Definição de Interfaces (IDL), cujo nome é Protocol Buffers. 

Qual sua origem? 

Por ser muito usual entre as equipes de tecnologia, o que é gRPC se tornou tema da nossa editoria de Dicionário Tech (confira outros temas clicando aqui). 

Como você viu inicialmente, o Google desenvolveu o gRPC. No entanto, o “g” inicial não quer dizer Google. Isso porque ele tem um significado que muda a cada nova release. Por isso, não caia em “pegadinhas” quando fizer um teste técnico de conhecimentos. 

Para entender sua origem é importante retomar o RPC, que é um modelo de comunicação. O termo, aliás, foi usado pela primeira vez em 1981. Bruce Jay Nelson usou a nomenclatura para descrever a comunicação entre dois processos de um mesmo sistema operacional. 

Atualmente, ele continua sendo usado, mas principalmente em comunicação de baixo nível. O Java, por sua vez, utilizou uma API que acabou substituindo o RPC. Estamos falando da JRMI (Java Remote Method Invocation), que é muito parecido com o gRPC (criado pelo Google), no entanto, é mais voltado para métodos e classes. 

O funcionamento do RPC está ligado a um modelo de client-server. Sendo assim, o solicitante é um client, enquanto que o fornecedor da informação é um serviço Server Side. A comunicação é feita de forma síncrona, exigindo que o cliente seja suspenso até que o server seja retornando. 

Benefícios e vantagens de utilizar o gRPC 

Como você notou, o gRPC é uma solução mais rápida e eficaz na comunicação entre os elementos. Nesse sentido, confira a seguir porque ele é tão utilizado pelas pessoas desenvolvedoras. Note que, por essa razão, essa skill acaba sendo indispensável no currículo de qualquer DEV. 

Então, confira os benefícios e vantagens da utilização do gRPC: 

  • Estrutura leve e de alto desempenho por usar HTTP/2;
  • Uso do Protocol Buffers por padrão;
  • Multi plataforma com a mesma interface de contratos;
  • Recursos disponíveis para várias linguagens;
  • Oferece suporte a chamadas streaming do client, server e bidirecionais;
  • Redução do uso de rede através da serialização do Protobuf;
  • Possui código auto documentado; 
  • Depois do desenvolvimento inicial, tem implementação facilitada; 
  • Boa solução para trabalhos de times remotos; 
  • Apresenta mais vantagens em comparação com o modelo Rest; 
  • É indicado para ambientes com microsserviços, tornando a comunicação leve;  
  • Torna os sistemas poliglotas, já que está disponível em diversas linguagens;
  • Conta com serviços em tempo real e que precisam atender solicitações ou dar respostas de streaming.

Pontos fracos 

Entretanto, apesar das principais vantagens já apresentadas, o framework também tem alguns pontos fracos. Veja alguns deles.

  • A documentação é mais difícil de ser encontrada, visto que não é uma solução muita conhecida; 
  • Suporte limitado ao navegador;
  • Não é legível para os humanos. 

Conclusão 

Agora que você sabe mais sobre o que é gRPC, aprimore seu currículo como pessoa desenvolvedora. Afinal de contas, como foi dito inicialmente, o mercado de trabalho cobra hard skills especialmente dos que estão saindo agora das faculdades. 

Nesse sentido, se você está em busca de oportunidades nas carreiras tech acesse a plataforma da Coodesh para conhecer as vagas para DEVs disponíveis pelas empresas. 

Além disso, aproveite para se cadastrar na plataforma e começar a se candidatar gratuitamente às vagas de emprego remotas e presenciais. A Coodesh é uma startup remota que acelera o processo de contratação de DEVs em startups e empresas, prezando sempre pela qualidade dos talentos recrutados.

Escrito por Gizele Silva

Formada em jornalismo, sou apaixonada por comunicação e tecnologia, além de adorar descobrir as soluções que o marketing de conteúdo traz aos negócios.

Por que investir na carreira de Talent Acquisition?

Como é criar uma conta de tech recruiter na plataforma da Coodesh?