in ,

Carreira: back-end Python developer

Você sabe o que é um back-end developer em Python? Bom, essa profissão está muito em alta no mercado. O Python vem se tornando, de fato, muito popular entre as pessoas desenvolvedoras por ser uma linguagem relativamente fácil.

Além disso, ela passou a ser a preferida entre os developers de aplicações financeiras. Isso porque ela oferece uma grande facilidade perante às operações, além de, é claro, ser uma linguagem multi-paradigma.

Mas, calma. Se você começou a estudar agora sobre essa profissão, é melhor que seja explicado passo a passo, começando pela diferença entre o back-end developer em Python ou qualquer outra linguagem e o front-end developer.

Qual que é a diferença entre back-end e front-end developer?

Esse conceito é simples. Enquanto o back-end developer fica responsável pela construção dos códigos para que as ações requisitadas pelo usuário estejam corretas, o front-end developer constrói a interface do usuário.

Fazendo uma breve analogia, o front-end é o visual de um carro. O back-end é o motor, ou o sistema que faz com que o carro, de fato, funcione.

Agora vamos a um outro ponto muito importante a ser conhecido antes que seja falado, contudo, da profissão de back-end developer em Python.

O que é o Python?

O Python foi criado em 1991 por Guido Van Rossum. Guido, contudo, fazia parte do núcleo de pesquisa do Instituto Nacional de Matemática e Ciência da Computação da Holanda.

Assim como C#, Java, C, Delphi e outras, o Python é uma linguagem de programação. No entanto, apesar de ser uma linguagem, assim como as citadas, algumas coisas nele são diferentes.

Aliás, vale mencionar que essa linguagem só surgiu devido à necessidade de melhoria em outro software da instituição, o ABC. O objetivo era que o ABC recebesse otimizações com relação à sua interação com o sistema operacional, para que o tempo de execução diminuísse, bem como aumentasse a eficiência dos processos.

Como foi dito, o Python pode ser multi-paradigma. Ou seja, além de poder ser orientada a objetos, como o C# e o Java, ela também pode ser, enfim, programação imperativa ou programação funcional.

Na programação imperativa, você trabalhará, sobretudo, com ações que mudam estados. Já na programação funcional é descrito, de fato, o que se quer fazer e não como deseja que seja feito.

Por que back-end developer deve usar o Python?

O Python é uma linguagem de fácil aceitação entre os DEVs

Há várias vantagens em ser um DEV em Python. O salário é uma delas, como você verá no decorrer do texto. Mas não é só isso.

O fato de o Python ser um código aberto possibilita que seja mais fácil de você encontrar emprego. Afinal, a empresa não precisará pagar para utilizá-lo na aplicação.

Além disso, o Python é uma linguagem de fácil compreensão. Por essa razão, é possível compreender os programas escritos nessa linguagem, mesmo aqueles que foram feitos há um longo tempo.

Por ser uma linguagem livre, o desenvolvedor back-end em Python pode economizar o tempo, afinal, através dos módulos compartilhados voluntariamente por outros usuários na internet. A documentação também é abundante, o que facilita outras coisas.

Facilidades do Python

Uma das facilidades com os módulos e documentos publicados de forma livre é, sobretudo, que as melhorias nos algoritmos podem ser feitas por qualquer pessoa. Com isso, você pode encontrar módulos seguros, que foram testados em diversas situações.

Além disso, essa tecnologia está ligada aos estudos de inteligência artificial. Portanto, saber ela é uma ótima maneira de se manter um pouco a par sobre os novos estudos dessa área.

Isso sem contar que o Python é suportado pela maioria das plataformas existentes. Sendo assim, você não terá problemas com Windows, Macintosh, Linux, Playstation, entre outros.

Quais são as tecnologias ou frameworks utilizados junto ao Python?

Há no mercado, a fim de facilitar a vida dos desenvolvedores, uma série de frameworks e tecnologias. Aliás, um framework muito conhecido e associado ao Python é o Django.

Com o Django você pode criar aplicações web de forma fácil. Além disso, elas são muito dinâmicas e seguras. Isso é ótimo para quem busca facilidade no desenvolvimento.

Outro framework muito conhecido, mas dessa vez no ramo da inteligência artificial, é o TensorFlow. Ele oferece facilidades de aprendizado de máquina. Com isso, há a aprendizagem sem que seja, de fato, programado.

Além dos frameworks é possível encontrar bibliotecas para o Python. Uma delas é o OpenCy. Ela tem como função, sobretudo, ajudar na visão computacional ou no reconhecimento de imagens.

O SciPy também é uma biblioteca. Ele é utilizado, contudo, na área das exatas, para cálculos de grandes proporções.

Quais são os níveis de back-end developer em Python?

Assim como os outros developers, o back-end developer em Python é classificado de acordo com a sua experiência e conhecimento. Dessa maneira, você pode começar como desenvolvedor júnior e terminar como sênior. Entenda melhor a classificação:

Júnior

Trata-se daquele profissional da TI recém-formado, que tem pouca ou nenhuma experiência de mercado. Normalmente, um back-end developer é designado para supervisionar esse profissional. Assim, é possível desenvolver as suas habilidades na área da programação.

A pessoa desenvolvedora back-end júnior pode ficar, a princípio, até 5 anos nessa classificação. Porém, tudo depende da empresa para a qual você trabalha, do seu aprendizado e mais uma série de fatores.

Aliás, como tarefa, o back-end developer em Python pode receber aquelas consideradas fáceis. Aos poucos, o nível de dificuldade vai aumentando, de acordo com o rendimento do programador.

Pleno

Profissional deve ser responsável por projetos

A pessoa desenvolvedora back-end pleno apresenta uma experiência de 5 a 10 anos. Ela está habilitada para desenvolver as aplicações sozinha, assim como tomar suas próprias decisões de acordo com o que foi estabelecido pela empresa.

Há a possibilidade desse profissional estar responsável por projetos e já não precisar de tanta ajuda quanto no começo. O DEV back-end pleno é aquele que se não sabe de algo, já sabe como procurar. Afinal, a lógica da programação é a mesma, só é preciso saber a linguagem.

Na programação se tem diversas formas para se chegar a um resultado. Cabe à pessoa desenvolvedora back-end em Python escolher qual é a melhor para aquela aplicação.

Sênior

O back-end developer sênior pode ter em média 10 anos de experiência. Ele, em geral, é aquele profissional escolhido para as reuniões sobre o desenvolvimento, a fim de escolher as melhores alternativas para o time.

Entretanto, para isso não basta ser sênior, ou de qualquer outro nível. Para que consiga avançar além do título é preciso que se esforce e estude. Um DEV precisa se manter sempre atualizado.

Qual é a carreira de back-end developer em Python?

Um back-end developer em Python, assim como qualquer outro, pode trabalhar em diversas empresas de desenvolvimento. Geralmente, empresas que lidam com aplicações voltadas para instituições financeiras são as que mais usam o Pyhton.

Aliás, é possível exercer a profissão em casa através do home office, também para empresas. Além disso, você pode fazer trabalhos freelancers ou na modalidade de Pessoa Jurídica.

Como é o salário de back-end developer?

Os salários para um back-end developer em Python variam de acordo com seu nível de conhecimento e a sua região. A média de ganhos gira em torno de R$ 2.000 até R$ 8.196. A média salarial, no entanto, é de R$ 5.003.

Vale ressaltar que um profissional que tenha conhecimento em Python e mais alguma linguagem como o Javascript pode ganhar um valor maior. Ou seja, quanto maior o seu conhecimento, maior o seu salário.

Quais são os cases nacionais que utilizam o Python?

O Python é muito popular entre as aplicações brasileiras. A lista de cases nacionais não é das menores. Confira:

  • Magazine Luiza
  • Locaweb
  • globo.com
  • Jus Brasil
  • Escavador
  • Accenture
  • Méliuz
  • Hotel Urbano
  • Gas Tecnologia
  • Instituto de Pesquisa Eldorado
  • ZAP Imóveis

Quais são os cases internacionais que utilizam o Python?

Assim como os cases nacionais, a quantidade de aplicações internacionais também não é pouca. Além disso, é possível encontrar vários conhecidos. Veja só:

  • Google
  • Youtube
  • Nasa
  • Disney
  • Firaxis Games
  • Spotify
  • Embratel
  • IBM
  • Instagram
  • Bit Bucket
  • Pinterest

Onde encontrar vagas de back-end Python developer?

Não diferente da maioria das vagas para desenvolvimento, as vagas para pessoa desenvolvedora back-end Python podem ser achadas em sites de empregos. Nas redes sociais também é possível, sendo o LinkedIn é um bom exemplo.

Um dos sites que possui vagas atualizadas e também direcionadas a back-end Python developer é o da Coodesh. A startup mineira, que atende clientes nacionais e internacionais, divulga em sua plataforma e nas suas redes sociais as principais vagas do mercado tech.

Vale mencionar que há, também, outros sites focados em vagas para desenvolvimento como o Programathor, o Hipsters.jobs, o Geekhunter e o Revelo. Sendo assim, você tem várias opções de onde procurar emprego.

Como avaliar ou contratar DEV em Python?

Caso você queira desenvolver uma aplicação com o back-end com o Python, estabeleça o que esperar do (a) desenvolvedor (a). Se você quer alguém com pleno domínio, contrate um sênior ou pleno. Agora, se estiver disposto a ensinar, de fato, contrate um júnior.

Para avaliar ou contratar, faça pequenos testes. Mas, por favor, é preciso ter o bom senso para escolher um teste de acordo com o tempo disponível para o (a) candidato (a) realizá-lo.

Lembrando que a Coodesh é especializada nessa área, aplicando testes de perfil comportamental e entrevistas técnicas que fornecem subsídios para a empresa tomar a decisão mais acertada.

Aliás, a Coodesh utiliza inteligência artificial para cruzar todos os dados fornecidos pelos candidatos, entregando assim soluções em seleção e recrutamento tech.

Trabalhe como DEV em Python

O Python é uma linguagem muito fácil de ser aprendida. Ao mesmo tempo, é ótima para desenvolver aplicações. Com ela, acima de tudo, você garante agilidade e performance.

Como mencionado, o Python faz parte da evolução com a inteligência artificial. Com esse conhecimento, você poderá entender esses estudos de maneira mais fácil.

Para desenvolver sua carreira nessa área, comece pesquisando as vagas de emprego. A Coodesh aproxima pessoas desenvolvedoras de startups e empresas. Saiba mais acessando o nosso site.

Escrito por Especialista Coodesh

Ajudamos a sua empresa a economizar tempo e dinheiro rastreando os melhores candidatos em processos de recrutamento TECH

Um comentário

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Carregando...

0

Comments

0 comments

cultura da diversidade

Recrutamento e seleção: entenda como implantar a cultura de diversidade na sua organização

Carreira: saiba mais sobre o perfil de PHP developer