Linguagem corporal: uma aliada na hora da entrevista de emprego

linguagem corporal

Você já deve ter escutado falar que os opostos se atraem não é mesmo? Isso só se aplica à sedução ou também poderia ser usado no âmbito corporativo? Às vezes, a empresa precisa daquela pessoa criativa que se encaixa no que estava faltando para a corporação. Então, será que preciso ser “diferente” da empresa que desejo atuar? Como a linguagem corporal pode ser usada a seu favor numa entrevista de emprego?

Bom, é claro que devemos manter nossa subjetividade, mas também é necessário estar alinhado com a cultura e os valores da empresa, ou na hora de você conquistar a tão sonhada nova vaga naquela empresa dos sonhos, vai rodar.

Como demonstrar alinhamento na hora da entrevista? 

Sabemos que a entrevista é um processo de troca de informações onde a maior parte delas está na linguagem não verbal/comunicação não verbal, como a maneira de falar, tom vocal, velocidade de fala, postura corporal, direção e desvio do olhar etc. 

O recrutador que já está habituado ao processo de entrevista, geralmente já conhece os macetes pela sua experiência prática. Então como você, como entrevistado, pode se beneficiar da linguagem corporal?

Na hora da entrevista ou em uma reunião de trabalho sempre bate aquele nervosismo, ou o famoso “branco”, não é mesmo? Até mesmo em questões bem simples.

O primeiro passo para evitar que isso ocorra é focar na sua respiração e relaxar os músculos, assim você demonstra controle sobre suas ações e impede que um “sequestro emocional” (quando as emoções dominam o lado racional do cérebro) ocorra. Assim você mostra para seu corpo que está tudo bem estar naquele lugar, que se sente relaxado e não existe ameaça. 

Nós seres humanos temos necessidade de estar e conviver, fazer parte de um grupo social, viver em sociedade. Nesse sentido, a “vergonha” nasce justamente porque antigamente vivíamos em pequenos grupos, onde se déssemos “uma bola fora” acabávamos sozinhos. Então essa necessidade é um mecanismo de defesa para nos preservarmos de situações constrangedoras.

Agora imagine um grupo de Australopithecus (que é um dos primeiros hominídeos em nossa escala evolutiva, levando em consideração a teoria de evolução de Charles Darwin). Sabemos que a linguagem era uma barreira, mas então como eles se comunicavam? Como sabiam quem era o Alfa do bando? Tudo através da linguagem não verbal. E como somos Homo Sapiens, descendentes diretos, herdamos esse tipo de comportamento social. 

Utilizando a linguagem corporal a nosso favor

Bom, agora que sabemos um pouco sobre linguagem corporal, como podemos utilizá-la a nosso favor?

Confira nossas dicas:

Tenha uma postura aberta

Não fique de braços cruzados, pois isso é uma medida de proteção dos órgãos internos, uma famosa “postura de defesa” ou “postura fechada”. Ela passa uma mensagem de estar desconfortável naquela situação. Isso faz com que as pessoas ao redor percebam e deixem o ambiente desconfortável. 

Sempre preste atenção ao contexto!

A posição das mãos deve ser com as palmas sempre voltadas para o ouvinte, transparecendo que não tem nada a esconder. Por exemplo, o aperto de mão surgiu como um sinal de confiança. Antigamente ele acontecia quando ambas as partes não escondiam ferramentas ou armas que seriam perigosas à outra parte. O sinal de punho cerrado é outro exemplo que simboliza agressividade.

A posição dos pés deve ser voltada ao ouvinte, já que eles determinam para onde está o foco do seu corpo. Você já percebeu que em uma conversa de grupo, a posição dos pés é sempre para quem está em foco naquele momento? Por outro lado, se os pés estiverem voltados “para a saída”, cuidado: a pessoa quer logo sair daquele ambiente.

Foco no olhar

Você já ouviu a frase “os olhos são as janelas da alma?” Pois bem, se você quer conquistar o recrutador, tenha foco em seu olhar. Se você conseguir fazer isso, ele prestará mais atenção em você e na sua fala.

Uma curiosidade! Foi feita uma pesquisa comportamental em que se colocavam casais para conversarem e, antes, diziam para ambos que o seu par teria um determinado problema nos olhos, mas quase imperceptível.

Para os casais que receberam essa informação e, posteriormente, ficaram procurando nos olhos um do outro tal “problema”, a taxa de sucesso na conquista foi incrivelmente maior em comparação aos casais que não tinham essa informação. 

Esse experimento social ilustrativo demonstra como é importante manter o contato visual. Mas atenção! Não exagere, ficar encarando pode ter o efeito contrário. Certamente olhar alguns segundos e desviar o olhar de acordo com o contexto da conversa, até retornar o processo, seria mais saudável para a relação. 

Técnica de espelhamento

Nossa experiência em sociedade está diretamente relacionada às lembranças genéticas de muitas gerações, como um babuíno quando vê o outro abrindo uma noz com uma pedra e repete o processo para aprender. A técnica de espelhamento é interessante para se aplicar no âmbito organizacional ou até pessoal. 

O famoso youtuber Vitor Santos, que é perito em linguagem corporal e especialista em Microexpressões Faciais, disse em um podcast que utilizou a famosa técnica com o primo rico (Thiago Lolkus Nigro – fundador do grupo PRIMO) quando estava o conhecendo.

Basicamente, ele a utilizou em uma conversa de WhatsApp, onde “copiava o número de linhas das mensagens do Thiago ou o modo em que ele falava. Se o Thiago enviava 3 linhas, ele enviava também 3 linhas, se enviasse áudio de tantos segundos, também repetia o áudio com determinados segundos. Assim, aumentando a probabilidade de rapport com a outra pessoa.

Pois inconscientemente o nosso cérebro associa a semelhança como algo bom, sendo “ele parece comigo, ele escreve que nem eu, ele gosta das mesmas coisas que eu, gostei desse cara”, é o princípio da familiaridade. 

Agora, como isso se aplica em uma entrevista? É muito simples, seria basicamente imitar os gestos e posições da outra pessoa. Claro que isso deve ser de forma sutil, para que ela não perceba. Isso fará com que o recrutador se abra mais para você. 

Você pode até testar se a sua técnica está funcionando induzindo um gesto. Por exemplo, você pode tocar o seu nariz e observar se a pessoa faz o mesmo. Se isso ocorrer, o seu espelhamento foi bem sucedido.

Como usar essas técnica em uma entrevista on-line

É sabido que com o avanço da pandemia as atuações estão cada vez mais digitalizadas e, consequentemente, as entrevistas vêm sendo realizadas de forma on-line.

Mas como agir nesse contexto que diminui o seu contato com o entrevistador?

Basta seguir a mesma fórmula, como olhar atentamente para a câmera, postura ereta, não ficar balançando muito ou se mexendo na cadeira, mas também não ficar em modo estátua. Tente agir com confiança, como se estivesse conversando sobre sua série favorita, tentar passar sua energia e entusiasmo em poder fazer parte daquela corporação, o famoso “brilho no olhar” que todo entrevistador deseja ver, que não é falado, mas sim visto. E, é claro, sempre sorria para ser retribuído. O sorriso é uma poderosa ferramenta social e deve ser utilizada, deixando o clima mais leve e o bate-papo produtivo.

Vamos supor que tenhamos dois candidatos, um seria o Jim Carrey e o outro o James Bond. Sabemos que Jim Carrey é bem expressivo e se mexe demasiadamente, já o James Bond é elegante e se porta mais frio, calmo e controlado. Quem você contrataria para uma vaga em sua empresa? É claro, depende muito do contexto da vaga, mas de maneira objetiva visualizando a linguagem corporal dos candidatos o James Bond passa mais confiança.

Conclusão

Enfim, o tema de linguagem corporal e de comunicação não verbal é bem amplo e diversificado. Traremos futuramente mais artigos aprofundando-se cada vez mais nesse mar repleto de informações e conhecimentos. 

Porém, no momento, concluímos que não é somente sobre o que você fala, mas como você fala, e como se comporta e demonstra o que se fala, em tal contexto. 

E aí, nossas dicas foram úteis para você? Que tal trocarmos mais ideias sobre o tema? Continue acompanhando as dicas do nosso blog para se dar nas entrevistas

o que é next.js

O que é Next.js?

feed de talentos

Como destacar o meu perfil no feed de talentos da Coodesh?