6 testes psicológicos mais usados na seleção de candidatos

Você sabe o que são testes psicológicos e como utilizá-los nos processos seletivos da sua empresa?

Os testes psicológicos estão cada vez mais presentes nas mesas de discussão do mundo dos negócios. Uma vez que se trata de análises qualitativas e quantitativas do perfil comportamental e da personalidade dos colaboradores. Essa análise fornece informações valiosas e estratégicas para os gestores, podendo proporcionar inúmeros benefícios para o crescimento da empresa. 

O processo de recrutamento e seleção é um momento crucial para a formação de times qualificados e entrosados, que são a base para o sucesso empresarial. Nesse sentido, os testes psicológicos são complementares em relação ao conhecimento das soft skills dos profissionais. 

Por isso, neste artigo, trataremos sobre os testes psicológicos. Aqui, discutiremos o conceito, a função, benefícios para as empresas e os 6 principais tipos de testes encontrados no mercado para você aplicar no seu negócio. Confira!

O que é um teste psicológico?

Trata-se do método de avaliação utilizado para análise de perfil comportamental e de personalidade das pessoas — no caso de empresas, dos colaboradores (futuros ou atuais). Assim, podem ser usados no processo de recrutamento e seleção, em processos de promoção, relocação e mudanças no plano de carreira. Portanto, são úteis antes da contratação e durante o período de trabalho na organização. 

Isso mostra que os testes psicológicos são ferramentas que ficam na mão, principalmente, do setor de Recursos Humanos, já que são os principais responsáveis pela gestão de pessoas. Logo, são também responsáveis pela gestão estratégica das diferentes características e personalidades dos times em prol da empresa. 

Os testes psicológicos fazem parte da metodologia de avaliação comportamental, sendo provas complementares que avaliam os traços de personalidade e aspectos relevantes para o desempenho da função estabelecida: comportamento, discrepâncias e proximidades com os valores da empresa, aptidões, características psicológicas etc.

Mas é importante lembrar que, devido à complexidade e profundidade desses testes, eles só podem ser aplicados com o acompanhamento de um profissional, psicólogo, através do setor de RH.

Com todas essas informações, os testes psicológicos são responsáveis por trazer a compreensão da individualidade de cada um dos colaboradores em relação à especificidade e demanda da organização, para assim garantir uma boa contratação para a empresa. 

Qual é o papel dos testes psicológicos?

Ficou claro que os testes psicológicos são responsáveis pela compreensão da personalidade dos colaboradores frente à empresa, o que demonstra que são peças importantes para a construção do fit cultural. 

Em outras palavras, trazem a análise do perfil do colaborador e apresentam suas compatibilidades e diferenças em relação aos valores da empresa, proporcionando o match entre o profissional e a cultura organizacional do negócio.

Derivados dessa função principal, existem outros papéis importantes dos testes psicológicos para as organizações e para os colaboradores. Além do fit cultural, eles apresentam análises de adequação ou não do candidato para a vaga e o time específico, além de proporcionar também caminhos de realocação dos profissionais dentro da empresa.

Ademais, os testes ajudam a compreender como as pessoas se comportam diante de algumas situações, por exemplo, no cotidiano do trabalho, por meio da coleta de informações sobre relacionamentos e trabalho em equipe. 

Por fim, entende-se que os testes de perfil são importantes para o planejamento estratégico dos times, vagas, cargos, dinâmicas de trabalho, entre outros. Ainda, eles simplificam e melhoram enormemente a qualidade da contratação e da rotina do trabalho, demonstrando a importância da atuação do departamento de Recursos Humanos. 

Benefício do uso dos testes psicológicos nas empresas

Até aqui, vimos sobre o que são os testes psicológicos e seu papel nas empresas e em todos os momentos tratamos de pontos construtivos para as organizações e os colaboradores. 

Mas ainda é possível ir além. Os testes psicológicos podem trazer benefícios concretos para as empresas em curto, médio ou longo prazo. Dentre eles:

  • Uso completo do potencial humano em seu trabalho;
  • Compatibilidade entre profissional e empresa o que garante retenção de talentos;
  • Processo seletivo mais humano e personalizado, levando à atração de talentos;
  • Composição de times e coletivos de maneira mais coerente, harmônica e produtiva;
  • Diminuição da taxa de turnover;
  • Valorização e respeito pelo capital humano, demonstrando a importância da individualidade no contexto do negócio;
  • Manutenção da vantagem competitiva da empresa no mercado;
  • Fortalecimento da cultura organizacional;
  • Melhoria na comunicação interna e diminuição de conflitos;
  • Aumento da motivação e do engajamento no trabalho, devido à compatibilidade entre profissional e empresa.

Quais os tipos de testes psicológicos utilizados em processo seletivo?

Muitos são os testes de perfil disponíveis para você aplicar na sua empresa, basta conhecer cada um deles e entender melhor qual se adequa à cultura organizacional e seus objetivos nas formações dos times. Aqui, vamos apresentar os 6 principais testes psicológicos utilizados na seleção de candidatos para você analisar e saber tudo sobre eles.

Lembre-se que esses testes podem ser usados no processo de recrutamento e seleção e também depois, no dia a dia de trabalho, sendo ferramentas estratégicas para o RH.

1. Questionário de Avaliação Psicológica (QUATI)

Este teste analisa a personalidade dos candidatos a partir de simulações de situações cotidianas. Nesse sentido, ele pode produzir informações sobre:

  • introversão e extroversão;
  • sensação e intuição;
  • pensamentos e sentimentos;
  • atitudes conscientes e inconscientes; 
  • interesses.

Sendo assim, pode ser usado para realocações internas, já que contém informações de características de personalidade dos colaboradores, guiando planos de carreira e resoluções de conflitos.

2. Inventário de Administração de Tempo (ADT)

Este teste psicológico, como o próprio nome diz, analisa a administração do tempo do candidato. Desse modo, ele indica desperdício de tempo, dinâmicas e nível de produtividade.

3. Teste de Raciocínio Lógico ou Teste de Bateria Fatorial de Personalidade (BPR)

Este teste coloca em prova os aspectos de raciocínio lógico direcionado à vaga, por isso pode informar características, como:

  • extroversão;
  • neuroticismo;
  • abertura ou não para novas experiências;
  • socialização;
  • realização.

Testes como esse podem fornecer para a empresa o perfil médio presente na organização e, assim, a compreensão do time como um todo para direcionar melhor as novas contratações.

4. Teste de Atenção Concentrada (AC)

O Teste de Atenção Concentrada mede o foco do profissional. Para tanto, coloca-se no papel alguns triângulos com dimensões variadas e ordenadas. Depois, é preciso que o candidato encontre imagens/modelos que ocupam um retângulo. 

Normalmente, são realizados para vagas que demandam mais concentração e atenção e podem ser feitos em dinâmicas de grupo mudando um pouco a abordagem.

5. Palográfico

Neste teste, o candidato é convidado a traçar linhas paralelas em uma folha de papel em branco em que o avaliador estuda o espaçamento, a direção, a forma de traçar etc. Nesse sentido, ele demonstra traços de personalidades, como:

  • produtividade;
  • agressividade;
  • iniciativa;
  • ritmo de trabalho;
  • nível de produtividade;
  • temperamento.

O teste palográfico é uma avaliação psicotécnica por meio de medidas qualitativas e quantitativas sobre a personalidade

6. Teste Não Verbal de Inteligência

Este teste é possível ser aplicado no processo de recrutamento e seleção, mas também na rotina de trabalho da empresa, para que sejam analisadas alterações de comportamento devido a novas experiências. 

O Teste Não Verbal de Inteligência avalia habilidades intelectuais não verbais e, normalmente, apresenta questões em ordem de dificuldade. Desse modo, ele mensura:

  • relações de identidade simples;
  • raciocínio por analogia com mudança de posição;
  • raciocínio por analogia de tipo numérico, com mudança de posição e tipo espacial;
  • relação entre identidade e raciocínio por analogia.

Além desses 6 testes, ainda existem alguns outros importantes para a compreensão psicológica e comportamental dos colaboradores. Mas a intenção do nosso conteúdo é que você compreenda o que um teste psicológico pode trazer de construtivo para sua empresa e que você conheça seus principais exemplos e possibilidades.

Agora que você já entende tudo sobre testes comportamentais, chegou a hora de se aprofundar ainda mais nas ferramentas estratégicas de RH, nos métodos de processos seletivos e sobre gestão de pessoas. Acesse o RH Portal e enriqueça ainda mais a inteligência da sua empresa.

O que é BDD?

Como os desenvolvedores podem mandar bem na entrevista de emprego?