in

TDD e seu significado: por que ele ajuda a aumentar a sua produtividade?

A sigla TDD vai te acompanhar na sua carreira como developer. Ela significa Test Driven Development (ou Desenvolvimento Orientado a Testes). Basicamente, ela ajuda a aumentar a produtividade a partir de testes já consolidados. Mas como entender TDD e seu significado no dia a dia da equipe de desenvolvimento? Saiba mais neste post.

O TDD é considerado uma técnica ou metodologia muito adotada nos times de desenvolvimento. Isso porque ele é direcionado ao desenvolvimento de softwares.

Contudo, pelo fato de inverter a ordem dos trabalhos – do teste para o código – é um pouco impopular entre os Devs. No entanto, após pegar o jeito, o desenvolvimento ganha um up, e a técnica traz muitos resultados positivos ao projeto.

Como o TDD foi criado?

O TDD e seu significado foram descobertos por Kent Beck em 2003. O engenheiro de software também é um dos pais do XP (Extreme Programming), que vem sendo usado desde 1996. Aliás, é difícil falar em XP sem lembrar do TDD, pois este último é um dos pilares da programação ao extremo.

Beck detalhou a técnica no livro “TDD – Desenvolvimento Guiado por Testes”. Enfim, ele ilustra com exemplos práticos como codificar e executar testes automatizados.

Qual é o ciclo de desenvolvimento do TDD?

Pode parecer que o TDD inverte a ordem das etapas. Mas, ao final, você verá que tudo faz sentido. Sendo assim, há 3 principais fases no ciclo de desenvolvimento desse método. Veja:

  1. Red: escrevemos um teste que vai falhar (natural, pois o código ainda não existe);
  2. Green: fazemos o ajuste necessário, conforme o resultado esperado, até fazer o teste passar;
  3. Refactor: refatoramos o código, retirando duplicidade, renomeando variáveis, usando padrões conhecidos, entre outras ações.

Assim, para cada funcionalidade do programa, repetimos o ciclo acima. É por isso que a técnica se encaixa perfeitamente na metodologia XP. Afinal de contas, o TDD e seu significado estão muito presentes em pequenos ciclos de repetições. Ou seja, para cada funcionalidade do sistema, os Devs criam um teste que repete a sequência Red, Green e Refactor.

Quais as principais vantagens do TDD?

Quem não é habituado a codar usando a metodologia ágil do TDD pode se espantar. Mas, na prática, ele traz muitas vantagens. Confira algumas delas:

  • código mais limpo, pois escreve-se códigos simples para que o teste tenha resultado positivo;  
  • segurança na correção de bugs;
  • segurança no refactoring;
  • maior produtividade para o developer;
  • feedback mais rápido sobre a funcionalidade.

Portanto, se você está em início de carreira ou está buscando novas habilidades, vale a pena investir nos estudos da metodologia TDD.

Qual a diferença entre TDD, BDD e DDD?

As metodologias ajudam a melhorar o desempenho do software durante a sua vida útil

Os Devs conhecem esse conjunto de siglas no universo das metodologias ágeis. Elas são grandes aliadas no desenvolvimento de softwares. Existem algumas semelhanças e diferenças entre eles. Veja um pequeno resumo de cada um.

TDD: como você viu neste conteúdo, é o desenvolvimento orientado a testes. Primeiro, cria-se o teste conforme o resultado que se deseja atingir para determinada funcionalidade. Depois disso, se aprimora o código.

BDD: é Behavior Driven Development (Desenvolvimento Orientado ao Comportamento), cujos testes são baseados no comportamento do software ao longo da sua vida útil. É um complemento ou ainda uma evolução do TDD.

DDD: é o Domain-Driven Design (Design Orientado pelo Domínio). Ou seja, o problema que ele se propõe a resolver (a regra do negócio) é a parte principal do software.

Por que escolher o TDD?

Como você viu até aqui, o TDD aumenta a produtividade da equipe. Mas a sua implantação exige um novo esforço do time de desenvolvimento que está acostumado com outra abordagem.

Trata-se, portanto, de uma nova cultura. Mas é possível se adaptar. E, logo após a adaptação, não se perde mais tempo com vários códigos, pois se tem um código inicial já testado e em funcionamento, independentemente do número de Devs trabalhando no mesmo projeto.

Conclusão

O TDD e seu significado vão além de uma nova abordagem no desenvolvimento de softwares, pois busca programas mais seguros, com códigos mais simples e já testados.

É válido o seu estudo. Afinal, ele abre novas possibilidades de emprego, visto que dominar o TDD é uma hard skill importante no currículo do Dev.

No rol de vagas anunciadas na Coodesh, por exemplo, entre as habilidades desejadas pelas empresas, está o TDD. Sendo assim, aproveite para estudar o tema mais a fundo e aprimorar seu currículo.

Agora que você já leu sobre TDD e seu significado, que tal continuar no blog da Coodesh para ler sobre BDD e outras metodologias?

Escrito por Gizele Silva

Formada em Jornalismo pela UEPG e especialista em Mídia e Política. Experiência de 18 anos em jornalismo diário. Desde 2017, atua com Marketing de Conteúdo. Atualmente, sou produtora de conteúdo da Coodesh.

Saiba qual é o papel de um Back-end numa startup

Cultura home office: vantagens e desafios para Devs e equipes tech