O que é Meteor.js?

o que é meteor.js

O que é Meteor.js? Ele vai além de um simples framework. Isso porque é uma plataforma completa, oferecendo linguagem de programação, serviços web e banco de dados. 

Por isso, você vai encontrar essa tecnologia mencionada em muitas vagas de emprego para desenvolvedores. Assim, trouxemos o tema para o Dicionário Tech da Coodesh.  

Confira o que é esse framework, quais as vantagens, como ele foi criado e porque é importante aprender mais sobre ele. 

Ampla utilização 

Para saber tudo sobre o framework e como baixá-lo, você pode acessar a página do Meteor.js. Mas também é importante citar que a tecnologia é adotada por mais de 500 mil desenvolvedores no mundo e, desse modo, é mais fácil esclarecer dúvidas na comunidade. 

Enfim, o Meteor.js é usado para construir aplicativos web, mobile e desktop, garantindo mais agilidade ao desenvolvedor. 

Origem do Meteor.js 

Em dezembro de 2011, após oito meses de desenvolvimento, o Meteor.js foi lançado. Na época, ele se chamava Skybreak. 

Mais tarde, em 2014, ele foi adquirido pelo Meteor Development Group. Assim, passou a receber o suporte da empresa. Portanto, se tornou um framework de código aberto e com a licença MIT. 

Principais características do Meteor.js 

Essa tecnologia possibilita a prototipagem, e o seu código escrito pode ser usado em qualquer plataforma, seja Android, iOS e estruturas web. 

Ele é escrito usando Node.js, que é um ambiente de execução server-side (lado do servidor). 

O Meteor.js se integra com o MongoDB e utiliza o protocolo DDP, que é o Distributed Data Protocol). 

Um dos diferenciais é a sua reatividade. Portanto, um aplicativo desenvolvido com a ajuda do Meteor.js é, basicamente, uma Single Page Application, dispensando o ato de ficar renderizando um HTML. 

Os 7 princípios de Meteor.js 

Para quem deseja aprender sobre Meteor.js, é bom frisar que ele tem 7 princípios básicos. Confira: 

  1. Data on the wire: não envie HTML servidor e cliente;
  2. One language: escreva apenas em JavaScript para cliente e servidor;
  3. Database anywhere: o banco de dados deve estar em todo lugar, usando MongoDB (lado servidor) e Minimongo (lado cliente); 
  4. Latency compensation: o usuário tem que ver as coisas acontecendo;
  5. Full-Stack Reactivity: toda pilha de componentes deve ser reativa;
  6. Embrace the ecosystem: o Meteor deve abraçar o ecossistema e ter os módulos que já existem;
  7. Simplicity equals Productivity: simplicidade é igual a produtividade. 

Vantagens do Meteor.js 

Como já falamos, o Meteor tem uma comunidade engajada e vasta. Sendo assim, é difícil que as suas dúvidas não sejam respondidas nos fóruns. 

Além disso, ele é multiplataforma, possibilitando que você faça as implementações desejadas em um só lugar. 

Conclusão

Você viu uma breve apresentação do que é Meteor.js no nosso Dicionário Tech. O framework JavaScript tem ampla aceitação entre os desenvolvedores web e mobile. 

Aproveite para ver também os demais conteúdos do Dicionário Tech. 

E não deixe de conhecer a Coodesh. Somos uma HRTech com soluções para desenvolvedores e empresas.

Escrito por Gizele Silva

Formada em jornalismo, sou apaixonada por comunicação e tecnologia, além de adorar descobrir as soluções que o marketing de conteúdo traz aos negócios.

testes para desenvolvedores pleno

Veja como sua empresa pode aplicar testes para desenvolvedores Pleno

reter desenvolvedores

Descubra as melhores práticas para reter desenvolvedores