Veja como sua empresa pode aplicar testes para desenvolvedores Pleno

testes para desenvolvedores pleno

Testes para desenvolvedores Pleno são úteis em várias ocasiões. Eles podem ser usados para encontrar o candidato perfeito para uma vaga, para um projeto de nivelamento da equipe ou até mesmo pelo desenvolvedor que deseja descobrir seu nível. 

Afinal de contas, essa nomenclatura de Júnior, Pleno e Sênior foi trazida de outras áreas para o time de desenvolvimento. Entretanto, não é possível chegar a um padrão de distinção preciso para dizer se uma pessoa é iniciante ou avançada.

Para algumas vagas, o desenvolvedor pode ser Pleno. Mas para outras ele pode ser considerado Júnior, ainda que atuando na mesma tecnologia. 

E por que isso é importante? A classificação repercute diretamente no salário. Contudo, outro reflexo está na autonomia do profissional. 

Saiba mais informações sobre a importância dos testes para desenvolvedores Pleno neste conteúdo. 

Quando um desenvolvedor é considerado Pleno?

Em suma, uma resposta simples para a pergunta sobre quando um desenvolvedor é considerado Pleno está no número de anos de experiência do profissional. 

Se fosse assim, todo desenvolvedor com 2 a 5 anos de experiência poderia ser considerado Pleno. Aliás, a pesquisa Stack Over Flow de 2022 apontou que 28,43% dos developers, ou seja, a maior parte dos entrevistados, têm entre 1 e 4 anos de experiência. 

Contudo, há outras coisas em jogo. A maioria das empresas não adota mais o tempo de experiência como único critério para definir se um desenvolvedor é Júnior, Pleno ou Sênior. 

Além disso, um DEV pode ser considerado avançado para uma função, mas iniciante para outra. Muitas vezes, ele tem apenas 1 ano de experiência no mercado, porém já trabalha com autonomia e confiança devido aos seus resultados anteriores e às suas skills. 

Qual é o peso da formação acadêmica? 

Mas outro detalhe importante está na formação acadêmica. Alguns recrutadores podem pensar que um desenvolvedor Júnior deve ter o diploma de graduação, ao passo que o Pleno já deve ter uma pós. 

Contudo, há muitos desenvolvedores que não fizeram faculdade. Por isso, o critério da formação acadêmica também não serve para identificar se um profissional está em determinado nível da sua carreira. 

Em síntese, depois dessa breve introdução, é possível dizer que um desenvolvedor é considerado Pleno quando tem domínio das stacks que necessita para trabalhar.

Além disso, ele pode ajudar o desenvolvedor Júnior em alguma dúvida e ainda consegue trabalhar com autonomia, sem precisar da intervenção constante do desenvolvedor Sênior. 

Quais os sinais que identificam um desenvolvedor Pleno? 

Por isso, veja agora um resumo de alguns pontos que identificam se um desenvolvedor já pode ser considerado Pleno e ganhar aquela promoção esperada. 

  • Habilidades em documentação, análise e testes; 
  • Experiência com muitas linhas de código já escritas;
  • Testado e aprovado nos desafios das linguagens e frameworks da stack da sua área de atuação; 
  • Sente-se pronto para assumir projetos desafiadores; 
  • Disposição para ensinar e aprender coisas novas; 
  • Sente-se confortável trabalhando sozinho; 
  • Pode configurar o ambiente de desenvolvimento sozinho; 
  • Tem iniciativa;
  • Busca maneiras diferentes de resolver problemas; 
  • Não foca apenas nos códigos, mas em tudo o que está relacionado ao negócio. 

Quais os benefícios ao fazer testes para desenvolvedores Pleno? 

Nesse sentido, alguns desenvolvedores têm reservas quanto aos testes aplicados em processos seletivos. Isso porque eles consideram que já podem ser avaliados pelos códigos expostos no GitHub. Porém, outros profissionais encaram os desafios como uma forma de aprendizado e crescimento. 

Como é a empresa que está estabelecendo as regras do jogo ao abrir um processo seletivo para uma vaga, é importante adicionar os testes para desenvolvedores Pleno numa das etapas do recrutamento. 

Os desafios ajudam nos pontos que você verá a seguir.  

Feedback mais preciso

Basicamente, a pessoa recrutadora tem a possibilidade de dar feedback mais alinhado às habilidades técnicas do candidato. Por meio do desafio técnico, ela é capaz de identificar a lógica de programação, as escolhas e o tempo dedicado pelo desenvolvedor. 

Uso de boas práticas 

Se o desafio técnico envolve a escrita de linhas de código, o desenvolvedor poderá demonstrar as boas práticas aprendidas ao longo da sua carreira. Assim, o tech recruiter ou o CTO da empresa, que está acompanhando o processo seletivo, poderá identificar se o DEV tem um código limpo, por exemplo. 

Agilidade no recrutamento 

Com o resultado do teste, o desenvolvedor poderá avançar (ou não) para as próximas etapas do processo seletivo. 

Assim, o RH poderá usar o teste como uma maneira de agilizar a triagem de currículos, ou seja, continuam sendo avaliados apenas os candidatos que tiveram uma certa pontuação nos desafios. 

Conferência das informações do currículo 

Quando uma empresa contrata apenas com base no currículo, ela corre o risco de aumentar a taxa de turnover, pois nem sempre as informações colocadas no currículo refletem a realidade. 

Os profissionais podem colocar certificações na stack desejada, porém, não dominar as técnicas e acabar tendo dificuldades de colocar a teoria em prática. 

Portanto, o teste técnico acaba com as dúvidas e coloca o seu processo seletivo no caminho certo. 

Quando aplicar testes para desenvolvedores Pleno? 

Os testes para desenvolvedores Pleno são úteis em vários momentos. O principal motivo dessa ferramenta está em avaliar profissionais. Veja alguns exemplos a seguir. 

Recrutamento tech

Como saber que o profissional do nível Pleno é o mais indicado para a vaga? Análise do currículo, entrevista, teste comportamental e teste técnico devem fazer parte do checklist do tech recruiter. 

Como você viu até aqui, o desafio é essencial para garantir agilidade e assertividade no recrutamento de desenvolvedores. 

PDI 

O Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) feito por muitas equipes de Gestão de Pessoas também é uma boa oportunidade de aplicar testes técnicos. Afinal de contas, o resultado do teste pode indicar quais os pontos de melhoria e quais os pontos fortes do trabalhador. 

Upskilling e reskilling 

Como você pode conferir, upskilling e reskilling são iniciativas que promovem o crescimento do profissional através do desenvolvimento de novas habilidades. Contudo, para saber de onde começar é necessário saber como está o nível atual de conhecimento do desenvolvedor. Nesse sentido, o teste técnico é a maneira mais adequada de fazer essa validação. 

Iniciativa própria 

O desenvolvedor também pode testar seus conhecimentos por iniciativa própria. Sendo assim, ele pode usar o resultado a seu favor, inserindo a validação em seu portfólio. Portanto, com um desafio realizado, o recrutador poderá identificar a proatividade do profissional e o encaminhar para a próxima etapa do processo seletivo. 

Quais tecnologias são mais comuns para testar desenvolvedores?

Se a dúvida é por onde começar a aplicar testes para desenvolvedores Pleno, veja quais são as tecnologias que abarcam a maioria dos conhecimentos para a atuação do profissional.  

JavaScript: é a linguagem de programação mais popular, sendo usada principalmente no front-end juntamente com outras duas tecnologias essenciais: HTML e CSS. 

TypeScript: foi construído em cima do JavaScript, constituindo-se como uma linguagem de código aberto feita para adicionar recursos de tipagem estáticas à linguagem original.

Ruby: pode ser orientada a objetos e funcional. Trata-se de uma linguagem de programação que foi inspirada em outras, como Perl, Eiffel e LISP. É a base para carreiras de Ruby on Rails. 

React.js: é uma biblioteca front-end JavaScript criada para o desenvolvimento de interfaces de usuários. Ela surgiu dentro do Facebook para agilizar o desenvolvimento. 

Vue.js: é um framework JavaScript de código aberto utilizado para a construção de interfaces de usuário. Ele consegue adequar vários cenários de programação. 

Angular: também é um framework JavaScript. É utilizado para construir SPAs (Single Page Application ou Aplicações de Página Única).

.NET Core: trata-se de uma plataforma para desenvolvimento de aplicações que foi desenvolvida e mantida pela Microsoft como um projeto de código aberto.

PHP/Laravel: PHP é uma linguagem, e Laravel é o seu framework mais utilizado. O Laravel possui um sistema de template que facilita a criação da camada de visualização de dados, figurando como uma das principais stacks no back-end. 

Java/Spring: Java é uma linguagem, e Spring é o framework. Este último implementa várias funções de Java, sendo uma das stacks mais usadas no desenvolvimento web. 

Python com Django ou Flask: Python também é uma linguagem muito popular, com utilização em diversas áreas. Os frameworks mais usados com ela são Django e Flask, úteis no desenvolvimento web. 

Quais os tipos de testes para desenvolvedores Pleno? 

Agora que você já viu a importância dos testes técnicos para validar as habilidades de desenvolvedores Pleno que irão integrar a sua equipe, saiba quais challenges são mais utilizados na Coodesh. 

Project Challenge 

O Project Challenge é um desafio técnico onde o desenvolvedor pode colocar seu código para rodar, como uma proposta para que a empresa possa avaliar sua performance dentro de um projeto real. É um teste mais completo e longo, em que o desenvolvedor tem até 3 dias para desenvolver as linhas de código. 

Coding Challenge

O Coding Challenge é um teste on-line para que o desenvolvedor possa mostrar sua desenvoltura com a stack solicitada na vaga. O teste pode ser feito dentro da plataforma e aponta o índice de desempenho, bem como o tempo de execução. 

Fast Challenge 

Como o próprio nome diz, é um teste rápido onde o desenvolvedor responde a questões objetivas e perguntas fechadas sobre o seu conhecimento teórico na stack pedida. 

Teste de soft skills 

No teste de mapeamento comportamental, o desenvolvedor preenche formulários onde pode apontar suas características pessoais de comportamento, além de como ele acredita que é visto pelas pessoas. O resultado aponta seu perfil (Analista, Executor, Planejador e Comunicador) e, assim, pode ajudar a direcionar o recrutamento. 

contrate desenvolvedores
Agende uma call de demonstração com um dos nossos consultores

Conclusão 

Em resumo, os testes para desenvolvedores Pleno aplicados pelas empresas são de extrema importância para encontrar candidatos mais qualificados para a vaga que exige essa senioridade. 

Além disso, ajuda a reter talentos, pois reduz os riscos de erros no processo seletivo, direcionando o recrutamento para as pessoas que realmente têm as melhores habilidades para a oportunidade em aberto. 

E então, você como tech recruiter pretende colocar os testes em prática no seu próximo recrutamento? A Coodesh pode ser parceira nesta jornada. 

Cadastre-se agora mesmo. Conheça os nossos recursos no plano gratuito e comece a avaliar, recrutar e testar desenvolvedores remotos para a sua empresa.

Escrito por Glaydston Veloso

Tenho mais de 10 anos de experiência no mercado de desenvolvimento web, com especialização em portais de conteúdo, SEO e publicidade online. Atualmente sou o CEO da Coodesh, empresa especializada em validação técnica e comportamental de pessoas desenvolvedoras.

indicadores de RH

Como começar a implantação de indicadores de RH na minha startup?

o que é meteor.js

O que é Meteor.js?